Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Radicais sírios estariam recebendo armamento dos EUA através da fronteira com Jordânia

Enquanto o exército sírio parece estar pronto para uma grande ofensiva na província de Daraa, os grupos radicais que operam na região estariam recebendo grandes remessas de material bélico "Made in USA".
Sputnik

Os grupos militantes que atuam no sul da Síria receberam uma grande quantidade de armas e munições fabricadas nos EUA, incluindo mísseis antitanque TOW, informou a agência de notícias FARS.

De acordo com a FARS, o armamento foi entregue através da fronteira com a Jordânia no âmbito de um novo plano dos EUA para assegurar mais apoio a estes grupos na Síria.

A agência informou também que os grupos militantes na província de Daraa começaram a se preparar para impedir a ofensiva do exército sírio.

No início deste mês, o exército sírio intensificou as ações no sudoeste do país, controlado por radicais, perto da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, ocupadas por Israel.

O Ministério da Defesa da Rússia acrescentou que as forças do governo sírio, apoiadas por um grande a…

Fornecimento de armas dos EUA a Kiev pode provocar escalada da crise em Donbass

A possível entrega por parte dos EUA de armamentos ao exército ucraniano provocaria uma nova espiral de violência em Donbass, declarou o líder da autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD), Aleksander Zakharchenko.


Sputnik

"Assim que a Ucrânia receba armas letais, isso automaticamente provocará um conflito militar", afirmou ele em entrevista à imprensa.


Veículo norte-americano Humvee fornecido à Ucrânia (foto de arquivo)
Humvee norte-americano fornecido à Ucrânia © AP Photo/ Efrem Lukatsky

No fim de julho, a edição The Wall Street Journal informou, citando funcionários dos EUA, que o Pentágono e o Departamento de Estado revelaram um plano para fornecer a Kiev mísseis antitanque e outros tipos de armamento, pendente de aprovação por parte da Casa Branca.

O ministro ucraniano da Defesa, Stepan Poltorak, afirmou que a Ucrânia está disposta a receber armas letais de seus aliados, mas até agora só as tinha recebido da Lituânia.

Por sua vez, o vice-chefe do comando operacional da RPD, Eduard Basurin, afirmou que há tempo que os EUA e a OTAN entregam ilegalmente armamento aos militares ucranianos.

Moscou se expressou repetidamente contra o fornecimento de armamentos a Kiev, que segundo as autoridades russas apenas agravariam o conflito em Donbass.

Em abril de 2014, a Ucrânia iniciou uma operação militar nas províncias orientais de Donetsk e Lugansk, onde foram proclamadas repúblicas populares em resposta ao violento golpe de Estado que ocorreu em Kiev em fevereiro do mesmo ano.

Segundo estimativas da ONU, desde o início da crise, as hostilidades resultaram em cerca de 10.100 mortes.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas