Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialistas: aumenta o risco de guerra entre os EUA, a Rússia e a China

O desenvolvimento de novos tipos de armas nucleares de "baixa potência" aumenta o risco de uma guerra entre os EUA, a Rússia e a China, segundo especialistas consultados por Newsweek.
Sputnik

O Pentágono está desenvolvendo dois novos tipos de armas nucleares, para acompanhar os progressos da Rússia e da China nesse terreno. Os especialistas tiveram acesso às minutas do projeto de doutrina nuclear norte-americana, que acusa Moscou e Pequim de ampliar as suas capacidades nucleares. 


Esse documento afirma a necessidade de "desenvolver e incorporar novos meios de contenção e de defesa dos objetivos, quando a contenção não funciona".

Entre outras medidas, o projeto revela a intenção de desenvolver ogivas nucleares de baixa potência para mísseis Trident, utilizados por submarinos da classe Ohio. Além disso, o departamento de Defesa dos EUA planeja desenvolver um míssil nuclear de baixa potência para suas bases marítimas.

O Pentágono considera o atual arsenal nuclear a disposi…

Israel demonstra interesse na variante STOVL do F-35

As novas ameaças enfrentadas por Israel incentivaram a potencial compra da variante de decolagem curta e pouso vertical (STOVL) do caça Lockheed Martin F-35B como uma alta prioridade


Poder Aéreo

Estão em curso discussões, com o ministério de defesa de Israel, na expectativa de chegar a uma decisão antes que um novo acordo de 10 anos de financiamento militar estrangeiro com os EUA entre em vigor em 2019.

Lockheed Martin F-35B Lightining II

As entregas dos F-35I de decolagem e pouso convencional para a Força Aérea Israelense (IAF) continuam, com o serviço até agora tendo encomendado 50 exemplares. O esquadrão “Águia de Ouro” que opera o “Adir” e o esquadrão de teste de voo da IAF continuam a adaptar o caça furtivo para atender aos requisitos específicos da nação, com este trabalho, incluindo a adição de vários sistemas desenvolvidos por Israel.

O requisito inicial de Israel era de 75 caças F-35 e a necessidade de substituir os antigos caças Boeing F-15 — o mais antiga entregue em 1976 — está se tornando uma questão de alta prioridade.

Fontes indicam que a IAF terá que escolher entre obter F-35 adicionais — potencialmente incluindo exemplares STOVL — ou uma versão avançada do F-15. Nenhum detalhe foi revelado sobre a variante potencial do F-15 em que as avaliações estão sendo baseadas, mas espera-se que ela seja capaz de carregar uma carga de armas expandida.


Postar um comentário