Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial americano joga culpa para Israel pelo ataque às forças sírias

No domingo (17), a mídia síria relatou ataque ao povoado sírio Al-Harra, província de Deir ez-Zor, na fronteira com o Iraque, supostamente realizado pela coalizão internacional, liderada pelos EUA, tendo como alvo forças governamentais. Porém, um oficial americano culpou Israel pelo ataque.
Sputnik

Anteriormente, uma fonte militar relatou à mídia síria que drones "provavelmente americanos" bombardearam Al-Harra, entre Abu Kamal e Al-Tanf.

Segundo dados das Forças de Mobilização Popular iraquianas, o ataque matou 22 soldados iraquianos. O Observatório Sírio de Direitos Humanos, por sua vez, disse que o número total de vítimas corresponde a 52 pessoas, citado pelo Haaretz.

"Entre [os mortos] estão ao menos 30 militares iraquianos e 16 sírios, incluindo soldados e membros da milícia leal ao governo", afirmou à mídia o chefe do Observatório Sírio, Rami Abdel Rahman.

Comentando a notícia, o porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, Adrian Rankine-Galloway, descartou que W…

Mergulhadores dos EUA procuram 10 marinheiros desaparecidos depois da colisão

Equipes de mergulhadores dos EUA estão procurando 10 marinheiros desaparecidos, comunicou nessa terça-feira (22) um representante da Sétima Frota da Marinha dos EUA em coletiva da imprensa.


Sputnik

Equipes de mergulhadores dos EUA estão procurando 10 marinheiros desaparecidos, comunicou nessa terça-feira (22) um representante da Sétima Frota da Marinha dos EUA em coletiva da imprensa.


Destróier USS John S. McCain, depois da colisão nas águas de Singapura em 21 de agosto de 2017.
USS John McCain depois da colisão com navio mercante em Cingapura © REUTERS/ Ahmad Masood

Os mergulhadores dos EUA baseados em Singapura estão procurando os 10 marinheiros que desapareceram na sequência da colisão entre o destroier norte-americano USS John McCain e um navio mercante no estreito de Malaca, informou nessa terça-feira (22) a Sétima Frota da Marinha dos EUA em coletiva da imprensa.

"Os mergulhadores da Marinha dos EUA e do Corpo de Fuzileiros Navais lançaram operações de busca de 10 marinheiros do USS John S. McCain, desaparecidos desde que o destróier de mísseis e o navio mercante Alnic MC colidiram na madrugada de 21 de agosto", comunicou a frota.

Os mergulhadores pretendem obter acesso aos compartimentos selados nas partes danificadas do destróier, referiu o representante da frota, acrescentando que a equipe planeja estimar os danos do navio e as áreas inundadas. Dois helicópteros da Marinha estadunidense estão realizando operações de busca e resgate com a assistência de navios e aviões da Malásia e Singapura.

"Os esforços de busca estão focados na área leste entre o estreito de Malaca e Singapura, onde ocorreu a colisão. O destróier deveria fazer uma visita de rotina a esta cidade", afirmou o representante da frota.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas