Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia não considera Patriot como alternativa ao S-400, diz parlamentar turco

Washington está negociando com Ancara quanto à possibilidade de fornecimento dos sistemas de defesa antiaérea norte-americanos Patriot no lugar dos S-400 russos, escreveu a revista turca Sabah, citando a assessora do Secretário de Estado dos EUA em questões políticas, Tina Kaidanow.
Sputnik

Kaidanow relevou que o Departamento do Estado está negociando com a Turquia para "tentar dar a entender aos turcos o que se pode fazer em relação aos Patriot".

"Estamos preocupados que a compra dos sistemas russos de defesa antiaérea seja uma espécie de apoio para a Rússia que, pelo que vimos, não se comporta bem em várias partes do mundo, inclusive na Europa", afirmou a assessora, citada pela edição turca.

Um representante do Ministério das Relações Exteriores turco, que pediu anonimato, comentou à Sputnik Turquia sobre a situação quanto às compras dos S-400 por Ancara, bem como quanto ao diálogo com os EUA.
"A nossa postura em relação aos S-400 foi reiterada por diversas vezes…

Primeiro porta-aviões construído na China vai entrar em testes no próximo mês

O primeiro porta-aviões construído na China provavelmente entrará em testes de amarração no próximo mês, bem antes do cronograma, disse Hu Wenming, diretor-geral de construção do porta-aviões, ao canal CCTV.com em 3 de agosto.


Poder Naval

Hu disse que a construção do segundo porta-aviões da China, também o primeiro feito no país, está indo bem depois do lançamento ao mar em Dalian, em 26 de abril deste ano. Hu acrescentou que o porta-aviões provavelmente iniciará testes de amarração no próximo mês, antes do cronograma, para testar se seu equipamento pode atender aos requisitos para os testes de mar.

O primeiro porta-aviões construído na china foi lançado ao mar em 26 de abril de 2017

O primeiro porta-aviões da China, o Liaoning, foi entregue à Marinha Chinesa para treinamento e pesquisa. O segundo porta-aviões será baseado no Liaoning e estará entre os mais avançados do mundo, melhorando ainda mais a pesquisa e o desenvolvimento da China em porta-aviões, de acordo com o diretor.

Hu também revelou que um total de 412 empresas estatais, empresas privadas e instituições de pesquisa científica na China contribuíram para o seu desenvolvimento, ocupando 77,4 por cento do total, o que indica que sua construção é o resultado de esforços coletivos nacionais.

Além disso, através da construção do porta-aviões, a China preparou uma equipe de talentos com uma idade média de 36 anos e ganhou a capacidade de pesquisar e desenvolver, projetar e gerenciar de forma independente um projeto de porta-aviões, que estabeleceu as bases para a construção de melhores navios no futuro, observou o diretor.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas