Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Área militar do governo brasileiro demonstra desconforto com suspensão de investigação do caso Queiroz

Integrantes da área militar do governo demostraram desconforto com o pedido de suspensão da investigação para apurar movimentações financeiras de Fabricio Queiroz consideradas "atípicas" pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
Por Gerson Camarotti | G1

A avaliação de auxiliares do presidente Jair Bolsonaro é que essa decisão tomada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), só faz prolongar o desgaste provocado pelo caso.

O ministro Luiz Fux atendeu pedido do deputado estadual e senador eleito Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), de quem Queiroz foi assessor. O Coaf apontou movimentação de R$ 1,2 milhão em uma conta bancária de Queiroz durante um ano sem que houvesse esclarecimento.

Para esses auxiliares, foi uma surpresa a solicitação feita por Flávio Bolsonaro para suspender as investigações.

“Ainda não há uma explicação convincente. Enquanto isso não acontecer, o desgaste desse caso vai continuar. Já está demorando demais”, comentou ao blog um auxilia…

Rússia denuncia novo ataque contra sua embaixada em Damasco

EFE

A Rússia informou nesta quarta-feira sobre o enésimo ataque com morteiro contra sua embaixada em Damasco e pediu ao Conselho de Segurança da ONU que condene "a ação criminosa" dos "terroristas" que atuam nos arredores da capital síria.


Vista geral do centro de Damasco. Imagem ilustrativa. EFE/Youssef Badawi
Vista geral do centro de Damasco. Imagem ilustrativa. EFE/Youssef Badawi

"Neste 2 de agosto, o complexo da embaixada da Rússia em Damasco foi atacado com morteiros desde as posições de grupos terroristas. Dois projéteis caíram no território da legação e outros dois explodiram em suas imediações. Por sorte, não houve vítimas", informou o Ministério de Relações Exteriores russo.

"Condenamos energicamente estes atos terroristas contra a representação diplomática russa em Damasco. A Rússia apontou em numerosas ocasiões o caráter bárbaro dos ataques aos quais os terroristas submetem regularmente as zonas residenciais de Damasco e outras cidades com densa população", sublinhou o ministério.

Trata-se do segundo ataque contra a embaixada russa na capital síria na metade da trégua que está em vigor na região de Ghouta Oriental, principal reduto opositor nos arredores da capital.

Vários projéteis caíram em 25 de julho na zona da embaixada russa, situada no bairro da Al-Mazraa.

O complexo diplomático russo em Damasco foi alvo de repetidos ataques por parte da oposição armada síria, sobretudo depois que o Kremlin decidiu há quase dois anos respaldar com sua aviação as tropas do regime de Bashar Al-Assad.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas