Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Moscou revela fotos de material bélico dos EUA nas posições do Daesh

O Ministério da Defesa da Rússia publicou na sua conta no Facebook fotos aéreas de posições do Daesh (organização proibida na Rússia), perto da cidade de Deir ez-Zor, nas quais se vê material bélico dos EUA.
Sputnik

"Graças às fotografias aéreas captadas entre 8 e 12 de setembro de 2017, perto das posições do Daesh foi detectado um grande número de veículos blindados norte-americanos Hummer que estão em serviço das forças especiais dos EUA", informou o ministério.


Segundo o ministério, nas fotos é claramente visível o posicionamento das forças especiais dos EUA em pontos de apoio que anteriormente foram equipados pelos terroristas. Nas fotos não há nenhuns vestígios de ataques, bem como de confrontos com os terroristas ou crateras provocadas por ataques aéreos realizados pela coalizão internacional liderada pelos EUA.

"Embora os pontos de apoio dos destacamentos das Forças Armadas dos EUA estejam nas zonas das atuais posições do Daesh, não existem quaisquer vestígios de pre…

Seul elabora seu próprio plano de ataque à Coreia do Norte sem ajuda dos EUA

O ministro sul-coreano da Defesa foi designado para elaborar um plano próprio para conter uma invasão total da Coreia do Norte e que prevê a contraofensiva e a conquista da capital norte-coreana sem ajuda dos EUA, declarou o vice-ministro da Defesa sul-coreano Suh Choo-suk.


Sputnik

O presidente sul-coreano Moon Jae-in sublinhou "a necessidade de uma reforma da organização militar para responder às exigências da arte de guerra contemporânea e passar rapidamente da defesa à ofensiva se a Coreia do Norte organizar uma provocação militar ou atravessar a fronteira para atacar a região da capital", comunica o Kommersant.


Soldados sul-coreanos de guarda em um posto de controle na Ponte da Grande Unificação, que leva à aldeia de tréguas Panmunjom, ao sul da zona desmilitarizada que separa as duas Coreias, em Paju, na Coreia do Sul
Soldados sul-coreanos próximos à fronteira com a Coreia do Norte © REUTERS/ Kim Hong-Ji

Seul fica a uma distância de 40 quilômetros da fronteira entre as Coreias e na zona operacional da artilharia norte-coreana.

De acordo com a mídia sul-coreana, Moon Jae-in se encontrou na segunda-feira com o ministro da Defesa, que prometeu preparar um "plano agressivo de iniciativas militares". Por sua parte, o presidente ordenou a melhoria "da mobilidade das tropas, bem como sua operacionalidade em matéria de desembarques e de defesa antiaérea".

Segundo o vice-ministro da Defesa, "em caso de invasão pela Coreia do Norte, nós vamos realizar uma operação ofensiva agressiva" sobre o território norte-coreano.

O novo plano que será elaborado pelo ministro da Defesa sul-coreano deverá permitir "resolver o problema norte-coreano" usando apenas as forças sul-coreanas. No seu quadro, cerca de mil alvos vão ser designados em território norte-coreano para os ataques de alta precisão e vai ser planejado um grande desembarque em Pyongyang que vai permitir eliminar rapidamente a liderança do país.


Postar um comentário