Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Brasil comemora 20 anos do fim do conflito entre Peru e Equador

O Brasil irá comemorar nesta terça-feira os 20 anos do fim dos conflitos na fronteira entre Peru e Equador, que se prolongaram por quase 170 anos e que causaram várias guerras, tensões e enfrentamentos entre ambos os países.
EFE

Brasília - O Acordo Global e Definitivo de Paz entre Equador e Peru foi assinado em 26 de outubro de 1998 em Brasília, que voltará a ser palco de um encontro entre representantes dessas duas nações, mas agora para reafirmar "o valor e a eficácia da diplomacia e da solução pacífica de controvérsias", diz o comunicado do Ministério das Relações Exteriores.

A cerimônia contará com a participação do equatoriano José Ayala Lasso e do peruano Fernando de Trazegnies Granda, que eram os chanceleres de seus países na ocasião da assinatura e tiveram participação ativa nas negociações, e será presidido pelo ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes.

Segundo a nota oficial, a comemoração "também evidencia, uma vez mais, a capacidade regional de responder e…

Trump: Coreia do Norte deve se organizar ou terá problemas

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a alertar a Coreia do Norte nesta quinta-feira. Segundo ele, o país asiático “deve se organizar” ou terá problemas “como poucas nações já tiveram” no mundo.


Sputnik

O aviso de que a Coreia do Norte experimentaria “fogo e fúria e poder de um jeito que o mundo nunca viu” pode não ter sido suficientemente duro, disse Trump.


O presidente eleito dos EUA, Donald Trump (foto de arquivo)
Donald Trump, presidente dos EUA | Joe Hong/AP

O presidente dos EUA acrescentou que o governo comunista em Pyongyang deveria ficar “muito, muito nervoso”, se eles agirem para atacar os EUA ou seus aliados em lugares como Guam.

"Se a Coreia do Norte fizer qualquer coisa em termos de até pensar em ataques de alguém que gostamos ou representamos, ou nossos aliados ou nós, eles devem ficar muito, muito nervosos. Porque coisas acontecerão com eles, como nunca pensaram ser possíveis. Ok?", comentou.

Trump ainda aproveitou para apontar como Pequim pode e deve fazer mais para acabar com a busca da Coreia do Norte pelo desenvolvimento do seu programa nuclear.

“O que eles vem fazendo, sem serem punidos, é uma tragédia”, disse Trump, observando como a busca pela Coreia do Norte do míssil balístico armado nuclear vem ocorrendo por 25 anos sob presidentes anteriores dos EUA.

Ainda de acordo com o presidente estadunidense, não há no momento planos para um ataque preventivo contra o regime de Kim Jong-un.

"Nós não falamos sobre isso. Nós nunca fazemos. Nós sempre consideraremos as negociações, mas eles estão negociando agora por 25 anos", comentou, deixando aberta a possibilidade de dialogar com o país asiático.

O republicano elogiou ainda os votos favoráveis de Rússia e China às mais recentes sanções aplicadas contra Pyongyang pelo Conselho de Segurança da ONU.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas