Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que negociações entre Washington e Pyongyang estão condenadas ao fracasso?

Em vez de proferir mais ameaças, a administração Trump deve mostrar que é um parceiro de negociação confiável, escreve o The National Interest, acrescentando que é importante enviar sinais claros agora.
Sputnik

O presidente norte-americano Donald Trump continua tratando a sua administração como uma brigada de salvamento para a diplomacia internacional, mas os norte-coreanos não são estúpidos e não confiam em promessas, afirma o autor do The National Interest Doug Bandow no seu recente artigo.


"O desmantelamento nuclear da Líbia, em muito forçado pelos EUA no passado, se revelou um modo de agressão por meio da qual os norte-americanos convenceram os líbios com tais palavras doces como 'garantia de segurança' e 'melhoramento das relações' para desarmar o país e depois destruí-lo pela força", conforme notou o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte, acrescentando que os norte-coreanos percebem as intenções dos EUA.

O autor, lembrando o caso da Líbia, …

Ucrânia nega ter fornecido motores de mísseis a Pyongyang

The New York Times publicou que os últimos sucessos norte-coreanos no lançamento de foguetes poderiam estar vinculados a uma fábrica ucraniana


EFE

Kiev, 14 ago (EFE). - A Ucrânia negou nesta segunda-feira ter fornecido à Coreia do Norte motores para foguetes depois que o jornal americano "The New York Times" publicou que, segundo especialistas, os últimos sucessos norte-coreanos nesse âmbito poderiam estar vinculados a uma fábrica ucraniana.


Resultado de imagem para motor foguete ucraniano
O motor ucraniano RD-843 criado especialmente para o projeto Vega

"A Ucrânia jamais forneceu motores para foguetes nem qualquer tipo de tecnologia para a fabricação de mísseis", afirmou o secretário do Conselho de Segurança e Defesa (CSD) ucraniano, Oleksandr Turchynov, de acordo com o seu escritório.

Segundo ele, a publicação não tem fundamento e "faz parte de uma campanha antiucraniana feita pelos serviços secretos russos para ocultar a sua participação no programa nuclear e de fabricação de mísseis da Coreia do Norte".

De acordo com estudos citados pelo jornal, a teste de um míssil balístico norte-coreano, capaz aparentemente de alcançar território dos Estados Unidos, foi possível graças a compras no mercado negro de motores para foguetes, "provavelmente procedentes de uma fábrica ucraniana".

O secretário do CSD reforçou que "a Ucrânia considera que o regime da Coreia do Norte é totalitário, perigoso e imprevisível, e apoia todas as sanções contra esse país".

Diante desse posicionamento, a ex-primeira-ministra Yulia Tymoshenko declarou que, se for confirmada a informação publicada pelo jornal, "seria uma catástrofe para a Ucrânia", que "se veria privada do apoio de todo o mundo civilizado".


Postar um comentário