Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Kim Jong-un: Após 'declaração de guerra feroz', Trump e os EUA pagarão caro

Em um raro pronunciamento, o líder norte-coreano Kim Jong-un disse nesta sexta-feira (horário local) que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu povo "pagarão caro"pelas “palavras excêntricas” que pregaram a destruição da Coreia do Norte.
Sputnik

Em seu discurso na Assembleia Geral da ONU, Trump afirmou que os EUA estão prontos para a "destruição total" da Coreia do Norte, caso isso se faça necessário.


Além disso, o presidente estadunidense chamou Kim de "Homem Foguete", pelo que considera uma "tática suicida" de provocações contra Washington e o resto dos seus aliados na Ásia.

"Agora estou pensando muito sobre a resposta que ele poderia ter esperado quando ele se permitiu que palavras tão excêntricas tropeçassem da sua língua", disse Kim, em declarações reproduzidas pela Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA).

"Qualquer coisa que Trump possa ter esperado, ele enfrentará resultados além de suas expectativas. Eu vou, …

Alto comando: EUA manterão forte presença naval perto da península da Coreia

O comandante da Frota do Pacífico dos EUA, almirante Scott Swift, declarou que Washington manterá forte presença naval perto da península da Coreia em resposta às ações "autodestrutivas" de Pyongyang.


Sputnik

"Seguiremos deslocando grupos de ataque de porta-aviões [CSG], grupos expedicionários de ataque, navios equipados com [sistema de combate] Aegis, a força submarina mais poderosa do mundo e aviões avançados como o F-35, o P-8 e o MH-60R no intuito de estarmos preparados para responder quando nos chamarem", declarou Swift, citado pela Yonhap.


Porta-aviões USS George H.W. Bush, foto de arquivo
Porta-aviões norte-americano USS George W. Bush © AP Photo/ Claude Paris

O almirante sublinhou que a Frota do Pacífico realiza operações perfeitamente coordenadas com a Marinha da Coreia do Sul e do Japão para se defender de mísseis balísticos e da guerra antissubmarino.

"A única força naval mais poderosa que a Frota do Pacífico dos EUA é a Marina estadunidense em sua totalidade", anunciou.

No dia 3 de setembro, a Coreia do Norte declarou ter realizado um teste bem-sucedido de uma bomba de hidrogênio, destinada aos mísseis balísticos intercontinentais. A ordem de realizar o teste foi dada pelo líder norte-coreano, Kim Jong-un. Este foi o sexto teste desde 2005, ano em que a Coreia do Norte foi declarada potência nuclear; os anteriores ocorreram em 2006, 2009, 2013 e dois em 2016.


Postar um comentário