Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

Analista militar: Turquia provoca 'fúria' dos EUA com compra dos S-400 russos

A Turquia afirmou que o fornecimento dos S-400 russos vai ser efetuado daqui a dois anos. O analista militar Viktor Litovkin sublinhou ao serviço russo da Rádio Sputnik que Ancara mostrou a sua independência ao celebrar o acordo com Moscou.


Sputnik

As entregas dos sistemas S-400 russos para a Turquia vão ser iniciadas daqui a dois anos, comunicou o vice-diretor do Secretariado da Indústria de Defesa da Turquia (SSM, sigla em inglês), Ismail Demir.


Sistema modernizado da defesa antiaérea S-400
Sistema de defesa antiaérea S-400 Triumph © Sputnik/ Dmitriy Vinogradov

Moscou e Ancara assinaram acordo no dia 12 de setembro quanto ao fornecimento de sistemas de mísseis antiaéreos russos S-400 para a Turquia. Por sua vez, o presidente turco declarou que Ancara já pagou a primeira parcela.

"Muitas informações sobre o assunto levam a uma maior confusão. Claro, a data de início do fornecimento foi determinada. Por enquanto não quero falar sobre a data em questão, pois estão sendo realizadas negociações com parte russa para antecipá-la. Mas posso dizer que as entregas serão iniciadas no período de no mínimo dois anos", comunicou Demir, citado pela Anadolu.

De acordo com o analista militar, Viktor Litovkin, dois anos não é um prazo grande, levando em consideração a mercadoria que será entregue.

"Primeiro é preciso fornecer os sistemas S-400 para o nosso exército, depois cumprir condições do contrato com a China, que assinamos há pouco. Só depois entra a Turquia […] Dois anos é um curto prazo de tempo. Tudo é estipulado no contrato", explicou Viktor Litovkin ao serviço russo da Rádio Sputnik.

De acordo com ele, com a compra dos sistemas S-400 russos, a Turquia mostrou à OTAN e aos EUA que pode tomar suas próprias decisões.

"Os turcos ganharam muito, inclusive na esfera política. Eles mostraram que acham equipamento russo mais confiável e efetivo do que qualquer outro, inclusive melhores do que o equipamento norte-americano. E isso, claro, provocou a fúria no Pentágono e na Casa Branca, pois para os países-membros da OTAN não é aceitável recusar equipamentos norte-americanos […] A Turquia mostrou que é bastante independente", expressou o analista.

Ele destacou os S-400 russos podem operar sem ser integrados ao sistema de defesa antiaérea da OTAN. Por isso, todas as especulações da OTAN sobre a desconformidade dos sistemas russos comprados aos padrões da OTAN não passam de chantagem, conclui o especialista.


Postar um comentário