Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil abre processo administrativo para apurar vídeo de militares dançando 'Jenifer' em navio

Em nota, a Marinha informou que e 'foi constatado comportamento completamente incompatível com as tradições' e que irá apurar o ocorrido.
Por G1 Rio

A Marinha do Brasil instaurou um processo administrativo para apurar um vídeo em que um grupo de militares aparece dançando a música "Jenifer" em um navio oficial.


A embarcação, segundo a Marinha, é o Aviso de Instrução Guarda-Marinha Brito, que fica sediado no Rio de Janeiro. A gravação foi feita durante o estágio de mar de militares.

Em nota, a Marinha informou que "foi constatado comportamento completamente incompatível com as tradições da Marinha" e que, para ampliar a apuração do ocorrido, foi instaurado um procedimento administrativo "cuja conclusão, certamente, conterá as propostas pertinentes às necessárias correções no inaceitável comportamento".

Assista o vídeo

Bagdá anuncia que irá tomar postos de fronteira no Curdistão com ajuda de Irã e Turquia

O Ministério da Defesa do Iraque informou que está planejando tomar o controle de postos de fronteira localizados no Curdistão em coordenação com forças da Turquia e do Irã, conforme relatou a agência Reuters.


Sputnik

Mais cedo, Bagdá havia dito que três comboios militares seriam enviados para o Curdistão, região que realizou um referendo de independência com amplo apelo popular nesta semana. 


Combatentes curdos iraquianos Peshmerga em cerimônia de graduação de treinamento em Arbil, capital da Região Autônoma do Curdistão, no norte do Iraque.
Curdos iraquianos Peshmergas © AFP 2017/ Safin Hamed

Apesar das exigências do poder central, o governo curdo se recusa a atender as exigências da capital, que inclui a transferência do controle de fronteiras.

Irã e Turquia, países com grandes populações curdas, estão entre os maiores preocupados com as possíveis consequências da criação de um Estado curdo no Oriente Médio, se colocando totalmente contra o referendo, que, na verdade, só não foi condenado pelo Estado de Israel.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas