Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares dos EUA prometem responder a possível ataque turco contra cidade síria de Manbij

Os militares norte-americanos prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade síria de Manbij à luz de uma possível operação turca na área, afirmou o comandante do Conselho Militar de Manbij, que faz parte das Forças Democráticas da Síria (FDS), Ebu Adil.
Sputnik

Em entrevista à Sputnik Turquia, Ebu Adil comentou a resposta dos EUA às preocupações expressas pelos representantes do Conselho Militar de Manbij devido a um possível ataque contra a cidade síria por parte de Ancara.


"Há dois anos, em conjunto com as forças da coalizão liderada pelos EUA, nós limpamos Manbij do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]. Desde então, na cidade se encontram forças da coalizão. Algum tempo atrás, nós falamos com os militares norte-americanos sobre um possível ataque da Turquia contra Manbij. Os militares dos EUA prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade, de onde quer que ele provenha", afirmou o comandante do conselho.

Além disso, ele …

Bolívia interessada em jatos IA-63 Pampa III de Argentina

O governo boliviano está considerando comprar aeronaves de ataque leve, embarcações ribeirinhas e outros equipamentos da Argentina, disseram fontes militares em Buenos Aires ao Jane’s.


Poder Aéreo

O principal interesse da Bolívia é comprar entre 8 e 12 aeronaves IA-63 Pampa III, que serão construídos na fábrica argentina Fábrica Argentina de Aviones SA (FAdeA), em Córdoba, disseram fontes.

IA-63 Pampa III

As aeronaves devem substituir os Lockheed/Canadair T-33s, que foram muito usados para interceptar voos de tráfico de drogas.

De acordo com fontes, a Bolívia não está satisfeita com os aviões chineses HAI K-8W K-8 Karakorum para missões de interceptação.

As negociações boliviano-argentinas começaram em julho de 2017 sob um memorando de entendimento assinado por ambos os países em setembro de 2015 e desenvolveram-se com a participação de oficiais bolivianos e o embaixador boliviano em Buenos Aires, Normando Alvarez.

Postar um comentário