Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Sangue e caos': príncipe saudita chama Trump de 'oportunista' por decisão sobre Jerusalém

O ex-chefe da inteligência saudita, o Príncipe Turki al-Faisal, criticou o reconhecimento do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de Jerusalém como a capital de Israel, em uma das mais acentuadas reações do reino aliado de Washington no Oriente Médio.
Sputnik

Em uma carta a Trump publicada em um jornal saudita nesta segunda-feira, o príncipe Turki, um ex-embaixador em Washington que agora não ocupa nenhum cargo do governo, mas continua influente, chamou a decisão de uma estratagema política doméstica que provocaria violência.


"O derramamento de sangue e o caos definitivamente seguirão sua tentativa oportunista de ganhar eleitoralmente", escreveu o príncipe Turki em uma carta publicada no jornal saudita al-Jazeera.

Trump inverteu décadas de política dos EUA e virou do consenso da crítica internacional na semana passada, reconhecendo Jerusalém como a capital de Israel. A maioria dos países diz que o status da cidade deve ser deixado para negociações entre Israel e os pales…

Campanha de testes do KC-390 emprega NVG

A campanha de testes de um dos protótipos da aeronave multimissão KC-390, que está sendo realizada na Ala 5, localizada em Campo Grande (MS), tem uma característica inédita que é o emprego do Óculos de Visão Noturna (Night Vision Goggles – NVG).


Poder Aéreo

Os Óculos de Visão Noturna têm a capacidade de aumentar em até 50 mil vezes a percepção de luminosidade do ambiente, o que significa que qualquer ponto de luz se torna extremamente sensível aos olhos de quem está operando com os NVGs. Sendo assim, a aeronave foi concebida para que as luzes, tanto internas quanto externas ao KC-390, sejam compatíveis para a realização de voos noturnos.

Embraer KC-390

“Nestes testes verifica-se se há alguma luz da aeronave que possa dificultar o uso do Óculos de Visão Noturna. Isso tanto pelos pilotos quanto pelos demais tripulantes que o empregam, além de analisar também a luminosidade interna, para que os paraquedistas consigam se localizar dentro da aeronave, a fim de realizar o salto noturno”, explica a Engenheira da Embraer, Patrícia Boher, responsável pelos ensaios em voo.

Testes

Nesta fase de testes da campanha do KC-390, que se iniciou no dia 16 e vai até sábado (23/09), estão sendo realizados lançamentos de paraquedistas para averiguar as condições necessárias, a fim de obter a certificação da aeronave. Para isso, a missão conta com o apoio em conjunto da Brigada Paraquedista do Exército Brasileiro; do Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (PARA-SAR) da Força Aérea Brasileira; e do Batalhão Tonelero e Grupamento de Mergulhadores de Combate da Marinha do Brasil.

Postar um comentário