Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

Comboio humanitário iraniano é atacado em Deir ez-Zor, na Síria

Combatentes do Daesh atacaram nesta quarta-feira um comboio humanitário iraniano na cidade de Deir ez-Zor, na Síria, informou o correspondente da Sputnik no local.


Sputnik

De acordo com os correspondente, o ataque foi realizado com morteiros e há pelo menos quatro civis mortos, bem como o motorista de um dos caminhões que trazia ajuda humanitária.


Caminhão destruido na sequência de ataque aéreo realizado contra o comboio humanitário na Síria
Caminhão do comboio humanitário destruído após ataque do Estado Islâmico © AFP 2017/ Omar haj kadour

"O comboio trazia ajuda humanitária do Irã(…), o ataque de hoje demonstra mais uma vez que os terroristas de Daesh não têm princípios, seu único objetivo é matar civis", disse uma fonte na prefeitura à Sputnik, ao comentar os acontecimentos.

Os caminhões estavam transportando alimentos e mais de 20 toneladas de remédios.

No dia 15 de setembro, a cidade de Deir ez-Zor recebeu o primeiro comboio humanitário da ONU, após três anos de sítio do Daesh.

Acnur estima que cerca de 93 mil e 500 pessoas necessitam de ajuda humanitária na cidade síria.

Durante o cerco do Daesh, a única forma e fornecer alimentos para a população era por paraquedas.

No início de setembro, as tropas sírias finalmente suprimiram a resistência dos jihadistas no aeroporto de Deir ez-Zor, no acesso à cidade, rompendo o cerco às instalações mantido desde janeiro.


Postar um comentário