Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Comboio humanitário iraniano é atacado em Deir ez-Zor, na Síria

Combatentes do Daesh atacaram nesta quarta-feira um comboio humanitário iraniano na cidade de Deir ez-Zor, na Síria, informou o correspondente da Sputnik no local.


Sputnik

De acordo com os correspondente, o ataque foi realizado com morteiros e há pelo menos quatro civis mortos, bem como o motorista de um dos caminhões que trazia ajuda humanitária.


Caminhão destruido na sequência de ataque aéreo realizado contra o comboio humanitário na Síria
Caminhão do comboio humanitário destruído após ataque do Estado Islâmico © AFP 2017/ Omar haj kadour

"O comboio trazia ajuda humanitária do Irã(…), o ataque de hoje demonstra mais uma vez que os terroristas de Daesh não têm princípios, seu único objetivo é matar civis", disse uma fonte na prefeitura à Sputnik, ao comentar os acontecimentos.

Os caminhões estavam transportando alimentos e mais de 20 toneladas de remédios.

No dia 15 de setembro, a cidade de Deir ez-Zor recebeu o primeiro comboio humanitário da ONU, após três anos de sítio do Daesh.

Acnur estima que cerca de 93 mil e 500 pessoas necessitam de ajuda humanitária na cidade síria.

Durante o cerco do Daesh, a única forma e fornecer alimentos para a população era por paraquedas.

No início de setembro, as tropas sírias finalmente suprimiram a resistência dos jihadistas no aeroporto de Deir ez-Zor, no acesso à cidade, rompendo o cerco às instalações mantido desde janeiro.


Postar um comentário