Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por meio do Egito, Hamas pede a Israel que cesse fogo na Faixa de Gaza

O movimento Hamas pediu a Israel que cesse fogo por meio da mediação egípcia e prometeu interromper os confrontos na fronteira como parte do acordo, disse uma fonte política israelense à Sputnik.
Sputnik

"O Hamas teve um grande golpe ontem e o movimento pediu um cessar-fogo através do Egito, prometendo interromper o 'terror incendiário e nas cercas fronteiriças'", disse a fonte.

Segundo a mesma pessoa, Israel considera o Egito como fiador da implementação do cessar-fogo.

"Os egípcios são os garantidores nesta questão, mas em qualquer caso, o desenvolvimento da situação dependerá de ações reais. Se o Hamas violar o cessar-fogo, pagará um preço ainda maior", acrescentou a fonte.

Esses arranjos foram alcançados após bombardeios maciços das instalações do Hamas no enclave, que se seguiram ao assassinato de um soldado israelense na sexta-feira.

Este foi o segundo cessar-fogo entre Israel e o Hamas, coordenado pelo Egito nas últimas duas semanas. No último sábado, a Fo…

Comboio humanitário iraniano é atacado em Deir ez-Zor, na Síria

Combatentes do Daesh atacaram nesta quarta-feira um comboio humanitário iraniano na cidade de Deir ez-Zor, na Síria, informou o correspondente da Sputnik no local.


Sputnik

De acordo com os correspondente, o ataque foi realizado com morteiros e há pelo menos quatro civis mortos, bem como o motorista de um dos caminhões que trazia ajuda humanitária.


Caminhão destruido na sequência de ataque aéreo realizado contra o comboio humanitário na Síria
Caminhão do comboio humanitário destruído após ataque do Estado Islâmico © AFP 2017/ Omar haj kadour

"O comboio trazia ajuda humanitária do Irã(…), o ataque de hoje demonstra mais uma vez que os terroristas de Daesh não têm princípios, seu único objetivo é matar civis", disse uma fonte na prefeitura à Sputnik, ao comentar os acontecimentos.

Os caminhões estavam transportando alimentos e mais de 20 toneladas de remédios.

No dia 15 de setembro, a cidade de Deir ez-Zor recebeu o primeiro comboio humanitário da ONU, após três anos de sítio do Daesh.

Acnur estima que cerca de 93 mil e 500 pessoas necessitam de ajuda humanitária na cidade síria.

Durante o cerco do Daesh, a única forma e fornecer alimentos para a população era por paraquedas.

No início de setembro, as tropas sírias finalmente suprimiram a resistência dos jihadistas no aeroporto de Deir ez-Zor, no acesso à cidade, rompendo o cerco às instalações mantido desde janeiro.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas