Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia adverte exército sírio contra entrada em Manbij

O comunicado foi divulgado poucos dias depois de pelo menos quatro soldados americanos terem sido mortos em um atentado suicida na cidade de Manbij, no norte da Síria, cuja responsabilidade foi assumida pelo Daesh (grupo terrorista proibido em Rússia e em vários outros países).
Sputnik

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores turco, Hami Aksoy, alertou as Forças Armadas do governo sírio para que não tentassem entrar na cidade de Manbij, localizada no norte da Síria.


"Às Unidades de Proteção Popular curdas na Síria (YPG) não deveria ser permitido deixar que as forças do regime [do presidente sírio Bashar Assad] entrem em Manbij", disse Aksoy em uma entrevista coletiva na sexta-feira (18). Ele também destacou que "a retirada das tropas norte-americanas da Síria não deveria ajudar os terroristas das YPG e do Partido de União Democrática curdo (PYD)".

As declarações foram feitas depois que nesta quarta-feira (16) na cidade síria de Manbij ocorreu uma explosão em u…

Comboio humanitário iraniano é atacado em Deir ez-Zor, na Síria

Combatentes do Daesh atacaram nesta quarta-feira um comboio humanitário iraniano na cidade de Deir ez-Zor, na Síria, informou o correspondente da Sputnik no local.


Sputnik

De acordo com os correspondente, o ataque foi realizado com morteiros e há pelo menos quatro civis mortos, bem como o motorista de um dos caminhões que trazia ajuda humanitária.


Caminhão destruido na sequência de ataque aéreo realizado contra o comboio humanitário na Síria
Caminhão do comboio humanitário destruído após ataque do Estado Islâmico © AFP 2017/ Omar haj kadour

"O comboio trazia ajuda humanitária do Irã(…), o ataque de hoje demonstra mais uma vez que os terroristas de Daesh não têm princípios, seu único objetivo é matar civis", disse uma fonte na prefeitura à Sputnik, ao comentar os acontecimentos.

Os caminhões estavam transportando alimentos e mais de 20 toneladas de remédios.

No dia 15 de setembro, a cidade de Deir ez-Zor recebeu o primeiro comboio humanitário da ONU, após três anos de sítio do Daesh.

Acnur estima que cerca de 93 mil e 500 pessoas necessitam de ajuda humanitária na cidade síria.

Durante o cerco do Daesh, a única forma e fornecer alimentos para a população era por paraquedas.

No início de setembro, as tropas sírias finalmente suprimiram a resistência dos jihadistas no aeroporto de Deir ez-Zor, no acesso à cidade, rompendo o cerco às instalações mantido desde janeiro.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas