Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha e Aeronáutica do Brasil auxiliam buscas a submarino argentino desaparecido, diz ministro

Segundo Raul Jungmann, três navios e um avião brasileiros já foram disponibilizados. Última vez que o submarino militar com 44 pessoas a bordo manteve contato com a base foi na quarta-feira (15).
Por G1, Brasília

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, publicou em seu perfil no Twitter neste sábado (18) que três navios da Marinha brasileira "já estão auxiliando" nas buscas a um submarino argentino que desapareceu com 44 tripulantes a bordo.

Ainda segundo o ministro, a Força Aérea Brasileira (FAB) disponibilizou um avião para também ajudar na procura pelo submarino e um segundo avião "será deslocado para apoiar as buscas do submarino argentino desaparecido" a partir deste domingo (19).

O submarino militar ARA San Juan manteve contato com a base pela última vez na manhã de quarta-feira (15), quando estava no sul do Mar Argentino, a 432 quilômetros da costa patagônica do país.

De acordo com a FAB, o primeiro avião disponibilizado pelo Brasil decolou, com 18 tripulantes, às 17…

Coreia do Norte promete mais 'presentes' aos EUA

O embaixador da Coreia do Norte na ONU, Han Tae-song, disse, na conferência da ONU sobre desarmamento em Genebra, que o recente teste de uma bomba de hidrogênio faz parte de "um conjunto de presentes destinado exclusivamente aos EUA", informou a agência Reuters.


Sputnik

"As recentes medidas de autodefesa tomadas pela Coreia do Norte são um conjunto de presentes destinados exclusivamente aos EUA. Os Estados Unidos receberão mais prendas do meu país enquanto se basearem em provocações imprudentes e tentativas vãs de fazer pressão sobre a Coreia do Norte", citou a Reuters Han Tae-song.



Imagem relacionada
Kim Jong-un com militares norte-coreanos

No domingo (3), a Coreia do Norte anunciou ter testado com sucesso uma bomba de hidrogênio que pode ser carregada em um míssil balístico intercontinental.

O sexto teste nuclear de Pyongyang desde 2006 foi realizado alguns dias depois do lançamento de um míssil balístico em direção ao território do Japão. A Coreia do Norte vem realizando seus testes de mísseis e nucleares em violação das resoluções do Conselho de Segurança da ONU.


Postar um comentário