Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Correspondente da Sputnik sofre bombardeio em Deir ez-Zor, na Síria

Uma bomba explodiu ao lado do veículo do correspondente da Sputnik na cidade síria de Deir ez-Zor. O funcionário da agência saiu ileso, mas os fragmentos do projétil detonados quebraram a janela do carro e danificaram a carroceria.


Sputnik

Durante o tiroteio, o correspondente estava fora do veículo e conversava com oficiais do exército sírio no distrito da cidade de Bhelie. O grupo terrorista Daesh (autodenominado Estado Islâmico) bombardeia diariamente os bairros residenciais de Deir ez-Zor. Em 21 de setembro, sob bombas terroristas, quatro pessoas morreram e mais de dez ficaram feridas com sérios ferimentos.


Um homem é visto perto de dois lançadores múltiplos de foguetes Grad perto de Deir ez-Zor em setembro de 2017
Lançadores múltiplos de foguetes Grad próximos a Deir ez-Zor © Sputnik/ Kamel Saqr

A cidade de Deir ez-Zor esteve sob domínio dos terroristas do Daesh por mais de três anos até que o exército sírio, com a ajuda da aviação russa, conseguiu quebrar o cerco na semana passada.

As hostilidades na Síria já causaram mais de 400 mil mortes, de acordo com estimativas de altos funcionários da ONU.


Postar um comentário