Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa russa: avião Il-20 foi derrubado por mísseis sírios S-200

De acordo com o ministério russo, o sistema de defesa aérea sírio tentava atacar um avião de Israel. No entanto, a tripulação israelense fez uma manobra especial para se proteger, e o míssil acabou atingindo acidentalmente o avião russo Il-20.
Sputnik

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, acima do território do mar Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, informou o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia. O represente oficial da Defesa russa, Igor Konashenkov sublinhou que os aviões israelenses "propositalmente criaram uma situação perigosa para navios e aviões nessa região".

Na opinião dele, para evitar o ataque sírio, a tripulação israelense acabou tornando o Ilyushin-20 alvo de ataque.

"Ao tentarem proteger-se com ajuda do avião russo, os pilotos israelenses o puseram debaixo de fogo do sistema de defesa antiaérea da Síria"…

Donetsk acusa Ucrânia de usar drones equipados com munições de fragmentação

Comando operacional da república autoproclamada de Donetsk denunciou o aumento de casos de uso de drones equipados com munições de fragmentação pelos militares ucranianos.


Sputnik

"Ultimamente se tornou mais ativo o uso de drones, inclusive caseiros. Estes aparelhos, contudo, podem ser equipados com granadas de fragmentação ou com munições HEAT antitanque. Já foi detectado o uso de dois aparelhos deste tipo", declarou o vice-chefe do comando operacional de Donetsk Eduard Basurin.


Combatentes da República Popular de Donetsk
Combatentes da República Popular de Donetsk © Sputnik/ Dan Levy

Ele acrescentou que a eliminação dos drones por meios de defesa antiaérea foi acompanhada por uma detonação adicional das substâncias explosivas.

As autoridades da Ucrânia iniciaram em abril de 2014 uma operação militar contra as repúblicas autoproclamadas de Lugansk e Donetsk, que declararam sua independência da Ucrânia em fevereiro de 2014. De acordo com os últimos dados da ONU, mais de 10 mil pessoas já tombaram vítimas do conflito.

A questão da regulação da situação em Donbass é discutida durante as reuniões do grupo de contato em Minsk, que já aprovou três documentos que regulam os passos para a desescalada do conflito. Mas os combates entre as partes em confronto ainda continuam.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas