Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Drone encontrado por militares ucranianos é prova da presença russa em Donbass?

As forças de segurança ucranianas afirmam que na região de Donbass caiu um veículo não tripulado Orlan de produção russa, frisando que isso prova o envolvimento russo no conflito regional. Os especialistas explicam se estas declarações são justificadas.


Sputnik

Primeiramente, a informação foi divulgada pela assessoria de imprensa da operação militar ucraniana em Donbass. Os militares ucranianos afirmam que estes drones são usados frequentemente em Donbass para efetuar operações de reconhecimento e controle de fogo.


Drone Orlan-10
Drone Orlan-10 © Sputnik/ Evgeny Biyatov

Em uma conversa com a Sputnik, o especialista em assuntos militares Konstantin Sivkov afirmou que o Orlan-10 é um drone de venda livre, exportado em grandes quantidades.

"O Orlan-10 é um drone de dupla utilização militar e civil. Ele é largamente utilizado a nível civil, é vendido livremente e é exportado em quantidades praticamente ilimitadas", explicou.

Sivkov ressaltou que este veículo não tripulado é usado nos mais diversos campos: em obras de construção, em patrulhamento de regiões de difícil acesso, nos sistemas de combate ao fogo e em situações de emergência.

O vice-chefe do Comitê Internacional do Conselho da Federação da Rússia, Andrei Klimov, falou com o RT e não descartou que tais informações possam ser uma provocação.

"Não excluo uma provocação, que algum veículo possa ter sido deliberadamente apresentado como um armamento russo, tomando em conta toda a desinformação que Kiev continua difundindo por todo o mundo sobre a presença fictícia de tropas russas no território ucraniano", disse o senador.


Postar um comentário