Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha da Argentina fala sobre localização do submarino ARA San Juan

Embarcação desaparecida há 1 ano foi localizada neste sábado a 907 metros de profundidade. Ainda não há previsão de início dos trabalhos de resgate. 'Não temos meios para resgatar o submarino', diz ministro.
Por G1

A Marinha da Argentina informou neste sábado (17) que o submarino ARA San Juan, que sumiu há 1 ano com 44 tripulantes, foi encontrado a 907 metros de profundidade em uma área de "visibilidade bastante reduzida", e que a embarcação sofreu uma "implosão" no fundo das águas do Oceano Atlântico.

Segundo Enrique Balbi, porta-voz da Marinha, a proa, a popa e a vela se desprenderam do submarino e estão localizadas em uma área de 80 a 100 metros. “Isso sugere que a implosão tenha ocorrido muito perto do fundo”, disse.

Segundo a Marinha, as imagens mostram que o casco do submarino permaneceu bastante intacto, apenas com algumas deformações, e que todas as outras partes se desprenderam. A implosão teria ocorrido em razão da pressão externa do mar ter superado …

'Espero que não haja ninguém tão estúpido para iniciar um conflito armado contra Rússia'

As sanções contra a Rússia prejudicam a economia alemã, disse Sahra Wagenknecht, líder do partido alemão A Esquerda (Die Linke) à RP Online.


Sputnik

De acordo com suas palavras, a Alemanha deve tentar estabelecer boas relações com a Rússia, porque "as sanções contra Moscou são prejudiciais para a economia alemã e a política de confronto ameaça a segurança e a paz na Europa".


Sahra Wagenknecht, líder do partido alemão A Esquerda (Die Linke)
Sahra Wagenknecht, líder do partido alemão A Esquerda (Die Linke) © AP Photo/ Markus Schreiber

Wagenknecht, que encabeça o seu partido nas próximas eleições alemãs, disse que não viu nenhum resultado das sanções adotadas contra a Rússia. Ela disse esperar que "não haja ninguém tão estúpido para iniciar um conflito armado contra a Rússia devido à Crimeia".

Segundo a deputada, é o presidente dos EUA, Donald Trump, que representa o maior perigo para a sociedade.

"O armamento nuclear dos EUA é imensamente maior que o da Coreia do Norte e o presidente norte-americano, que alimenta um conflito com a Rússia e ameaça no Twitter com um ataque nuclear, representa uma grande ameaça para a segurança global", disse ela.

As eleições na Alemanha serão realizadas em 24 de setembro. Os alemães terão que eleger os 630 deputados do Parlamento Federal e o novo chanceler da Alemanha. De acordo com as últimas pesquisas, o atual líder na corrida eleitoral é Angela Merkel, da União Democrata Cristã (UDC), que está entre 14 e 17 pontos acima do seu adversário Martin Schulz, do Partido Social Democrata da Alemanha (SPD). É muito provável que a atual chanceler vença novamente as eleições.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas