Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia acionará judicialmente os EUA, caso entregas dos F-35 sejam bloqueadas

Segundo o porta-voz do presidente turco, Ibrahim Kalin, a Turquia recorrerá a medidas jurídicas caso as entregas dos F-35 sejam bloqueadas pelos EUA.
Sputnik

Ibrahim Kalin citou para a mídia turca que "não é nada fácil rescindir este contrato, somos parte de um contrato multilateral, cumprimos com todas as exigências e pagamos, caso os EUA não cumpram, recorreremos à lei".

O Congresso americano decidiu recentemente suspender as entregas dos caças americanos de quinta geração F-35 à Turquia devido aos planos de Ancara de adquirir o sistema de defesa antiaérea russo S-400, além de ameaçá-la com sanções em diversas ocasiões, como citado em artigo da Sputnik Mundo.

O avançado sistema antiaéreo S-400 Triumph (SA-21 Growler, na classificação da OTAN) é capaz de abater alvos aéreos com tecnologia furtiva, mísseis de cruzeiro e mísseis balísticos táticos e táticos-operacionais, tem um alcance de até 400 km e pertence à geração 4+, sendo duas vezes mais eficaz que seus antecessores.

Os se…

EUA e Cabo Verde assinam novo acordo de cooperação militar

Estados Unidos da América e Cabo Verde assinam um novo acordo de cooperação militar. O novo ‘Status Of Forces Agreement’ (SOFA) fornece a base legal para a cooperação de defesa e segurança.


RFI

Estados Unidos da América e Cabo Verde assinam, esta segunda-feira, um novo acordo de cooperação militar. O documento abre a porta à presença de forças americanas no arquipélago.


Resultado de imagem para cabo verde
Cabo Verde

O novo ‘Status Of Forces Agreement’ (SOFA) fornece a base legal para a cooperação de defesa e segurança além de possibilitar uma ampla variedade de actividades relacionadas com a defesa dos dois países.

O novo acordo estava a ser negociado há vários anos e será assinado esta segunda-feira, em Washington, pelo primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, que se encontra na sua primeira visita oficial àquele país.

O documento agora a ser rubricado define os termos da cooperação militar com os Estados Unidos e o estatuto dos soldados norte-americanos em território cabo-verdiano.

A ferramenta permitirá ainda trabalhar em conjunto para resolver assuntos como segurança marítima, combate ao tráfico e prestação de assistência humanitária.

No dia 15 de Setembro passado, o ministro caobo-verdiano dos Negócios Estrangeiros e também da Defesa, Luís Filipe Tavares destacava a importância do novo acordo de cooperação militar entre os Estados Unidos e Cabo Verde: "é um acordo importante. Vai garantir melhores condições de defesa e segurança do nosso país".

O acordo já criou mal estar entre o chefe de Estado e o do Governo. Na semana passada, Jorge Carlos Fonseca afirmou que “não houve um consentimento prévio” sobre o acordo SOFA.

Em entrevista à Rádio de Cabo Verde, a partir dos Estados Unidos, o primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva disse que o Presidente da República foi devidamente informado sobre o acordo.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas