Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que negociações entre Washington e Pyongyang estão condenadas ao fracasso?

Em vez de proferir mais ameaças, a administração Trump deve mostrar que é um parceiro de negociação confiável, escreve o The National Interest, acrescentando que é importante enviar sinais claros agora.
Sputnik

O presidente norte-americano Donald Trump continua tratando a sua administração como uma brigada de salvamento para a diplomacia internacional, mas os norte-coreanos não são estúpidos e não confiam em promessas, afirma o autor do The National Interest Doug Bandow no seu recente artigo.


"O desmantelamento nuclear da Líbia, em muito forçado pelos EUA no passado, se revelou um modo de agressão por meio da qual os norte-americanos convenceram os líbios com tais palavras doces como 'garantia de segurança' e 'melhoramento das relações' para desarmar o país e depois destruí-lo pela força", conforme notou o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte, acrescentando que os norte-coreanos percebem as intenções dos EUA.

O autor, lembrando o caso da Líbia, …

EUA e a Coreia do Sul realizam exercícios de defesa antiaérea

Nesse sábado (30), o Comando do Pacífico dos Estados Unidos divulgou um comunicado no qual informou que Washington e Seul realizaram os primeiros exercícios conjuntos de defesa antiaérea de proximidade na península da Coreia.


Sputnik

As manobras envolveram militares do 6º batalhão do 52º regimento de defesa antiaérea do exército norte-americano e militares sul-coreanos. A data das manobras realizadas e o número do contingente de pessoal não foram divulgados.


Soldados sul-coreanos e norte-americanos durante exercícios conjuntos, Coreia do Sul (foto de arquivo)
Militares sul-coreanos e norte-americanos em exercício militar © AFP 2017/ JUNG YEON-JE

De acordo com o comunicado, durante os treinamentos os militares dos dois países conheceram os sistemas e meios dos exércitos um do outro com o objetivo de "em resultado estabelecer uma parceria sólida".

As manobras dos EUA e da Coreia do Sul foram realizadas em meio à ameaça de um conflito militar na península de Coreia devido à grave confrontação entre os EUA e a Coreia do Norte. Pyongyang realiza testes de mísseis balísticos e cargas nucleares, avisando que pode realizar um ataque preventivo contra os EUA. Por sua vez, o presidente norte-americano Donald Trump adverte a Coreia do Norte sobre uso da força em resposta às suas ações.


Postar um comentário