Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares dos EUA prometem responder a possível ataque turco contra cidade síria de Manbij

Os militares norte-americanos prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade síria de Manbij à luz de uma possível operação turca na área, afirmou o comandante do Conselho Militar de Manbij, que faz parte das Forças Democráticas da Síria (FDS), Ebu Adil.
Sputnik

Em entrevista à Sputnik Turquia, Ebu Adil comentou a resposta dos EUA às preocupações expressas pelos representantes do Conselho Militar de Manbij devido a um possível ataque contra a cidade síria por parte de Ancara.


"Há dois anos, em conjunto com as forças da coalizão liderada pelos EUA, nós limpamos Manbij do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]. Desde então, na cidade se encontram forças da coalizão. Algum tempo atrás, nós falamos com os militares norte-americanos sobre um possível ataque da Turquia contra Manbij. Os militares dos EUA prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade, de onde quer que ele provenha", afirmou o comandante do conselho.

Além disso, ele …

EUA e a Coreia do Sul realizam exercícios de defesa antiaérea

Nesse sábado (30), o Comando do Pacífico dos Estados Unidos divulgou um comunicado no qual informou que Washington e Seul realizaram os primeiros exercícios conjuntos de defesa antiaérea de proximidade na península da Coreia.


Sputnik

As manobras envolveram militares do 6º batalhão do 52º regimento de defesa antiaérea do exército norte-americano e militares sul-coreanos. A data das manobras realizadas e o número do contingente de pessoal não foram divulgados.


Soldados sul-coreanos e norte-americanos durante exercícios conjuntos, Coreia do Sul (foto de arquivo)
Militares sul-coreanos e norte-americanos em exercício militar © AFP 2017/ JUNG YEON-JE

De acordo com o comunicado, durante os treinamentos os militares dos dois países conheceram os sistemas e meios dos exércitos um do outro com o objetivo de "em resultado estabelecer uma parceria sólida".

As manobras dos EUA e da Coreia do Sul foram realizadas em meio à ameaça de um conflito militar na península de Coreia devido à grave confrontação entre os EUA e a Coreia do Norte. Pyongyang realiza testes de mísseis balísticos e cargas nucleares, avisando que pode realizar um ataque preventivo contra os EUA. Por sua vez, o presidente norte-americano Donald Trump adverte a Coreia do Norte sobre uso da força em resposta às suas ações.


Postar um comentário