Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Fora do normal': OTAN teria usado armas climáticas para atingir êxito em operação militar

Uma das teorias de conspiração mais populares é a possível influência humana no clima com armas de tecnologia de última geração. Neste contexto, ganhou talvez o maior destaque o projeto HAARP dos EUA. Oficial da Força Aérea russa e meteorologista, Yevgeny Tishkovetz, contou para a Sputnik até que ponto os humanos podem mudar condições climáticas.
Sputnik

O HAARP (High Frequency Active Auroral Research Program, em inglês) é um projeto financiado pelas Forças Armadas dos EUA que visa estudar a ionosfera para aperfeiçoamento de suas capacidades de comunicação por rádio e dos sistemas de vigilância com ajuda de tecnologias de ponta.


Há uma teoria de que o sistema HAARP teria sido utilizado na operação militar da OTAN na Iugoslávia em 1999. Yevgeny Tishkovetz, meteorologista do centro Fobos e ex-chefe do serviço meteorológico do Ministério da Defesa russo, disse à Sputnik Sérvia que o sistema pode ter sido realmente usado na Iugoslávia.

Segundo o oficial, a Aliança não tinha como realizar seus…

Exército da Síria informa sobre 2 mortos e danos materiais após ataque aéreo israelense

O Exército da Síria informou sobre duas baixas mortais na sequência de um ataque aéreo israelense contra suas posições na zona de Masyaf.


Sputnik

O bombardeamento, que foi realizado às 2h42 desta quinta-feira (7) (23h42 de 6 de setembro GMT, 20h42 horário de Brasília) "causou dois mortos e danos materiais", cita a agência SANA o Comando Geral do exército.


Caça F-15 da Força Aérea de Israel
F-16 da Força Aérea de Israel © AP Photo/ JACK GUEZ

Segundo o comunicado, a aviação israelense disparou vários mísseis a partir do espaço aéreo do Líbano.

Os caças israelenses atingiram uma instalação militar e causaram danos extensos. Anteriormente, a agência SANA havia informado que aviões israelenses tinham bombardeado um centro de investigação supostamente relacionado com o programa de armas químicas.

A notícia do ataque apareceu um dia após uma comissão independente da ONU que investiga crimes e violações dos direitos humanos na Síria ter acusado Damasco do uso de armas químicas, nomeadamente, de gás sarin em Khan Shaykhun em 4 de abril deste ano.

Há muito tempo que Israel se manifesta contra a presença do Irã na Síria. Recentemente, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, reiterou as preocupações de Tel Aviv, afirmando que Teerã está alegadamente tentando aumentar sua presença na Síria.

O Irã e seus aliados, incluindo o movimento xiita libanês Hezbollah, apoiam o governo do presidente Bashar Assad no conflito atual na Síria, combatendo ao lado do exército sírio. Israel, por sua vez, considera o Irã seu principal inimigo, indicando suas capacidades nucleares, discurso hostil e apoio a forças opositoras a Israel no Oriente Médio.


Postar um comentário