Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialista: exército sírio deteve 300 militares franceses de diversas patentes

O presidente Vladimir Putin, em conversa com o presidente sírio Bashar Assad, em Sochi, declarou que, devido ao sucesso da luta antiterrorista das forças sírias e ao início do processo político, as tropas estrangeiras deveriam se retirar do território da Síria.
Sputnik

"A declaração de Vladimir Putin durante seu encontro com Bashar Assad, sobre a necessidade da retirada dos contingentes estrangeiros da Síria, arruína os sonhos dos agressores, que contam com a tentativa de realizar seus objetivos na região através de mercenários criminosos", disse à Sputnik Árabe Akram al Shalli, analista da Gestão Síria de Crise e Guerras Preventivas.

"Nas mãos do exército sírio há oficiais dos serviços de inteligência dos EUA, Grã-Bretanha, países árabes e Israel. Por exemplo, só o número de militares franceses de diversos escalões é de 300 pessoas. Notamos tentativas de exercer pressão sobre o governo sírio, inclusive para libertar os militares estrangeiros presos. Mas esses sonhos não p…

Falta libertar apenas 15% do território sírio para vencer Daesh, diz general russo

Falta "limpar" apenas 15% dos terroristas para a Síria ser libertada completamente do Daesh, afirmou o chefe do Estado-Maior da aviação russa no país árabe, tenente-general Aleksandr Lapin.


Sputnik

"Até o momento, 85% do território da Síria foi libertado dos militantes das tropas paramilitares ilegais. Para eliminar completamente o Daesh do território sírio, falta libertar uns 27 mil quilômetros quadrados do território da república", de acordo com o militar russo.


Militares sírios acenam com as mãos depois de ter tomado o controle da vila de Kiffin, província de Aleppo, Síria, 11 de fevereiro de 2016
Militares sírios em Kiffin, Aleppo © AFP 2017/ GEORGE OURFALIAN

O ministério sublinhou que a operação contra militantes do Daesh e da Frente al-Nusra (ambas organizações terroristas proibidas na Rússia) continuará até a derrota definitiva das organizações.

O território das zonas controladas pelo Daesh tem sido diminuído significativamente nos últimos meses. Com o apoio da Força Aeroespacial russa, o exército sírio conseguiu libertar as áreas de Hama e Homs, Latakia, Palmira e Aleppo. No momento, combates contra o Daesh estão sendo travados no leste e no centro do país. No início de setembro, forças governamentais, juntamente com aliados, conseguiram entrar na cidade de Deir ez-Zor, controlada por terroristas há três anos.

Segundo o chefe do Estado-Maior General da Rússia, Sergei Rudskoi, o rompimento do cerco foi a maior vitória sobre extremistas na Síria de todos os tempos.


Postar um comentário