Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Países muçulmanos reconhecem Jerusalém como capital do Estado da Palestina

Os países da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI) acordaram nesta quarta-feira reconhecer Jerusalém Oriental como capital do Estado da Palestina e convidaram as outras nações a fazer o mesmo, em resposta à decisão dos EUA de declarar Jerusalém como capital de Israel.
EFE

"Declaramos Jerusalém Oriental como capital do Estado da Palestina e convidamos todos os países a reconhecer o Estado da Palestina com Jerusalém Oriental como sua capital ocupada", indica a minuta da declaração preparada nesta quarta-feira em Istambul por esta organização, formada por 57 países de maioria muçulmana.


A OCI, formada por 57 países de maioria muçulmana, inclui desde sua fundação em 1969 a Palestina como membro pleno, com sua capital em Jerusalém.

O documento, apresentado pelos "reis, chefes de Estado e de Governo dos Estados membros da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI)", apresenta em 23 pontos a postura do mundo muçulmano perante a decisão dos EUA.

Nesse texto, a OCI &quo…

Fonte comunica que norte-americanos retiraram líderes do Daesh da área de Deir ez-Zor

Em agosto, a Força Aérea dos Estados Unidos evacuou da área de Deir ez-Zor ao norte da Síria mais de 20 chefes militares e seus combatentes mais próximos do grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia e em vários outros países), comunica à Sputnik uma fonte diplomática militar.


Sputnik

"Durante as últimas semanas de agosto, depois das operações realizadas com êxito pelas tropas governamentais da Síria na parte oriental do país, vários chefes militares controlados pelos serviços de inteligência norte-americanos foram evacuados com urgência da área de Deir ez-Zor para zonas seguras, a fim de continuar usando sua experiência em outras direções. Nomeadamente, em 26 de agosto, de uma área perto do povoado de Treif, situado ao noroeste da cidade de Deir ez-Zor, durante a noite foram retirados de helicóptero dois chefes militares do Daesh 'de origem europeia' com seus familiares", informa a fonte.


Ataques contra as posições do Daesh perto de Deir ez-Zor
Ataques contra o Daesh em Deir ez-Zor © Sputnik/ Mikhail Voskresensky

Segundo ele, em 28 de agosto, da área de Albu Leil ao sudeste de Deir ez-Zor foram retirados em helicópteros norte-americanos cerca de 20 chefes militares e seus combatentes mais próximos do grupo terrorista Daesh em direção ao norte da Síria.

"É preciso ressaltar que, ao perder seus líderes graças aos norte-americanos, os terroristas na maioria dos casos ficam desorganizados e abandonam suas posições, se juntando a outros grupos ou se salvando sozinhos. Tudo isso, no final de contas, contribui para um maior sucesso da operação de ofensiva das tropas governamentais sírias no leste do país", assina a fonte.


Postar um comentário