Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Ministério das Relações Exteriores russo acusa EUA de ajudar terroristas na Síria

Ao reforçar seu interesse em liquidar o Daesh [organização terrorista proibida na Rússia] da face da Terra, Moscou se mostrou preocupada com o fato de os EUA demonstrarem o contrário através de suas ações, ressalta Sergei Ryabkov, vice-ministro do ministério.
Sputnik

"Apesar de tudo, alguns objetivos políticos e geopolíticos são mais importantes para Washington, o que está declarado no plano de lealdade à luta antiterrorista", disse Ryabkov a jornalistas. Segundo ele, a Rússia espera que Washington prove na prática a sua lealdade à luta contra o terrorismo na Síria.


Além disso, o diplomata chamou a morte do tenente-general Valery Asapov de preço pago pela Rússia pela hipocrisia dos EUA na questão da resolução da crise síria. Asapov, que chefiava o grupo dos conselheiros militares russos, morreu na região de Deir ez-Zor durante bombardeio do Daesh.

Na véspera, o Ministério da Defesa da Rússia publicou fotos aéreas dos bairros a norte de Deir ez-Zor controlados pelos terroristas d…

Governador da província Deir ez-Zor: aeroporto será libertado dentro de algumas horas

Muhammed Ibrahim Samra, governador da província Deir ez-Zor, declarou à Sputnik que ontem, perto da fábrica de processamento de gás, foram iniciados violentos combates com os terroristas. Foram eliminadas sete bombas, armas pesadas e liquidados vários terroristas.


Sputnik

Ele acrescentou que atualmente o exército sírio está apenas a 2-3 km da cidade.


Um helicóptero Mi-8 no aeroporto de Deir ez-Zor em 2017
Helicóptero Mi-8 no aeroporto de Deir ez-Zor © Sputnik/ Mikhail Voskresensky

"Os ataques de precisão da aviação russa e síria eliminaram muitos postos de comando dos terroristas em Al-Abgaliya, Al-Ayash, Ain abu Juma, Al-Tabna, Jibal Tharda e Al-Tih, e dentro de algumas horas será iniciada a libertação do aeródromo militar e áreas residenciais", disse o governador à Sputnik Árabe.

Muhammed Ibrahim Samra sublinhou que a coalizão liderada pelos EUA causou muitos danos a infraestruturas da província.

"Atualmente, de 50% a 60% do território está sob controle de grupos terroristas, tendo em consideração o número de soldados sírios e a sua prontidão, bem como o apoio da aviação russa, é possível dizer que nos próximos dias a cidade será libertada", afirmou Muhammed Ibrahim Samra.

O governador destacou ainda que foram cortadas as vias de comunicação dos jihadistas nas estradas para Palmira, Al-Sukhnah e Raqqa, deixando os terroristas sem 70% de suas vias logísticas.

Deir ez-Zor e o aeródromo situado a 2 km da cidade estiveram completamente cercados pelos terroristas durante três anos. Apesar dos ataques regulares efetuados por homens-bomba e carros com explosivos, a guarnição da cidade continuou defendendo a cidade, respondendo de vez em quando aos ataques terroristas. As munições e alimentação têm sido entregues por via aérea.


Postar um comentário