Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

Integração de armas no Saab Gripen JAS 39C

A Saab divulgou essas fotos no Twitter, no dia 11 de setembro, do Gripen JAS 39C realizando campanha de ensaios em voo para integração de armas (weapons integration, test & eval).


Poder Aéreo

O caça Gripen C aparece equipado com bombas GBU guiadas a laser, bombas SBD – Small Diameter Bombs e mísseis ar-ar Iris-T, além de um pod de designação de alvos.


Gripen JAS 39C

As novas armas integram a última atualização de software versão 20 (MS20) do Gripen feita em 2016. A nova versão traz grandes mudanças, tanto em hardware quanto em software. A maior mudança é o míssil Meteor, já integrado.

A versão 20 também permite a integração da bomba de pequeno diâmetro (Small Diameter Bomb, SDB).

As SDB são armas de precisão para alvos terrestres que são lançadas da aeronave a uma grande distância “stand-off”. A SDB é carregada com os dados dos alvos antes do lançamento e, em seguida, orienta-se para o alvo.

A proteção CBRN (contra ameaças químicas, biológicas, radiológicas e nucleares) também foi reforçada na versão 20.

Outra inovação foi o sistema anticolisão contra o solo, que automaticamente impede a aeronave de se chocar com o solo, se ela entrar em uma situação descontrolada.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas