Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia quer ajudar Iraque a combater curdos em Kirkuk

A Turquia informou nesta segunda-feira que estava pronta para ajudar o governo iraquiano a expulsar os combatentes curdos da cidade de Kirkuk, informou AFP.
Sputnik

Ancara teme que a eventual independência do Curdistão iraquiano pode desencadear movimentos semelhantes entre a população curda na Turquia e saudou a operação das forças iraquianas para expulsar as forças do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) de Kirkuk.


"Estamos prontos para qualquer forma de cooperação com o governo iraquiano de modo a acabar com a presença do PKK no território do Iraque", disse o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu.

O Conselho de Segurança Nacional do Iraque afirmou neste domingo que considerará a presença de militares curdos em Kirkuk como um "declaração de guerra".

Na segunda-feira, as forças iraquianas tomaram amplos territórios nos arredores da cidade, bem como uma base militar, um aeroporto e um campo petrolífero.

Em 2014, as tropas peshmerga curdas …

Investigação da morte de general russo na Síria indica vazamento de dados para Daesh

A investigação preliminar da morte do tenente-general russo Valery Asapov perto da cidade síria de Deir ez-Zor mostrou ter havido um vazamento de dados para o Daesh, afirmou à Sputnik uma fonte nos serviços de segurança da Síria.


Sputnik

"Os resultados da investigação preliminar da morte do general Asapov em Deir ez-Zor indica um vazamento de informação sobre sua localização para a parte que realizou o ataque", informou a fonte.


Militantes do Daesh em um veículo das forças de segurança do Iraque (Mossul, junho de 2014)
Terroristas do Estado Islâmico em veículo norte-americano © AP Photo/ Arquivo

O tenente-general Asapov morreu no domingo passado (24) após ter sofrido um "ferimento fatal" em um bombardeio do Daesh perto de Deir ez-Zor, segundo o Ministério da Defesa da Rússia.

Asapov fazia parte do grupo de conselheiros militares russos que prestava assistência aos comandantes sírios durante a operação de libertação da cidade de Deir ez-Zor.

Comentando o incidente, o vice-chanceler russo Sergei Ryabkov afirmou que a morte do general Asapov é o preço pago pela Rússia devido à "duplicidade" dos EUA em relação à regularização da crise na região.

Entretanto, o Ministério da Defesa russo publicou fotos aéreas da zona perto de Deir ez-Zor, controlada pelos terroristas, que mostram de modo claro veículos militares dos serviços especiais norte-americanos em pontos fortificados que anteriormente tinham sido construídos pelos terroristas.


Postar um comentário