Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que alguns países ocidentais não querem libertação de Idlib?

A libertação de Idlib marcará a vitória total das forças governamentais e o fracasso dos planos de países ocidentais de derrubar as autoridades legítimas sírias.
Sputnik

No entanto, segundo Pierre Le Corf, ativista francês que vive em Aleppo, a tarefa não será fácil. 


"Será muito difícil libertar Idlib, porque todas as forças da coalizão lideradas pelos EUA e governos [ocidentais] envolvidos na guerra até o momento se opõem à libertação da província", disse Le Corf à Sputnik França.

Ele comentou que assim que a província síria de Idlib for libertada, terá que "libertar as zonas ocupadas ilegalmente pelos EUA, França e até pela Itália no norte do país". Por esse motivo, nenhum desses países quer a libertação da província.

Le Corf salientou que a intenção de manter o status atual poderia levar a "um massacre da população civil de Idlib", referindo-se às múltiplas advertências dos militares sírios e russos sobre a possível encenação de ataques químicos com o prop…

Irã ataca com drones posições do Daesh na fronteira entre Iraque e Síria

Drones da Guarda Revolucionária Iraniana realizaram uma série de ataques contra posições jihadistas na fronteira da Síria com o Iraque, segundo informou a rede de televisão estatal neste domingo.


Sputnik

De acordo com a mídia local, os bombardeios destruíram várias instalações do grupo extremista Daesh, além de um grande número de veículos utilizados pelos militantes.


Militantes do Daesh na fronteira Síria-Iraque (arquivo)
Terroristas do Daesh em veículos norte-americanos na fronteira entre Síria e Irã © AFP 2017/ ALBARAKA NEWS

Em junho, o Irã lançou um ataque com mísseis contra posições terroristas na província de Deir Ez-Zor em represália por um duplo atentado realizado pelos jihadistas em Teerã, que deixou 18 mortos e dezenas de feridos. Depois desses eventos, as autoridades iranianas anunciaram o início de uma nova fase na luta do país contra o terrorismo.

Junto com a Rússia e o Hezbollah, do Líbano, o Irã é um dos principais aliados do presidente sírio, Bashar Assad, no combate aos terroristas na Síria.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas