Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Ministério das Relações Exteriores russo acusa EUA de ajudar terroristas na Síria

Ao reforçar seu interesse em liquidar o Daesh [organização terrorista proibida na Rússia] da face da Terra, Moscou se mostrou preocupada com o fato de os EUA demonstrarem o contrário através de suas ações, ressalta Sergei Ryabkov, vice-ministro do ministério.
Sputnik

"Apesar de tudo, alguns objetivos políticos e geopolíticos são mais importantes para Washington, o que está declarado no plano de lealdade à luta antiterrorista", disse Ryabkov a jornalistas. Segundo ele, a Rússia espera que Washington prove na prática a sua lealdade à luta contra o terrorismo na Síria.


Além disso, o diplomata chamou a morte do tenente-general Valery Asapov de preço pago pela Rússia pela hipocrisia dos EUA na questão da resolução da crise síria. Asapov, que chefiava o grupo dos conselheiros militares russos, morreu na região de Deir ez-Zor durante bombardeio do Daesh.

Na véspera, o Ministério da Defesa da Rússia publicou fotos aéreas dos bairros a norte de Deir ez-Zor controlados pelos terroristas d…

Militares sírios estão limpando dos terroristas zona adjacente ao aeródromo de Deir ez-Zor

Os militares de uma unidade de elite das Forças Armadas da Síria e da Guarda Republicana procederam no domingo (10) a uma limpeza da zona adjacente ao aeródromo de Deir ez-Zor, informou o correspondente da Sputnik do local.


Sputnik

Enquanto a vanguarda, apoiada pela artilharia e aviação, é responsável pela destruição das fortificações, material e tropas inimigas ao norte da base aérea, avançando do noroeste e da área do cemitério, as unidades do Quinto Corpo do Exército e forças aliadas continuam avançando de Al-Sukhnah se aproximando da periferia sul de Deir ez-Zor.


Material bélico do Exército Árabe Sírio é visto perto de Deir ez-Zor, no início de setembro de 2017
Equipamento militar do Exército Árabe Sírio em Deir ez-Zor © Sputnik/ Kamel Saqr

No fim do dia 9 de setembro, as tropas de elite do exército sírio conseguiram romper o cerco à base aérea pelo Daesh (organização terrorista proibida na Rússia) ao leste da cidade de Deir ez-Zor e se reunirem com as tropas que defendiam a cidade.

A base da Força Aérea síria esteve cercada pelos terroristas desde janeiro de 2017, ficando mais de mil militares sírios dentro do cerco que continuaram defendendo a cidade, rechaçando quase diariamente ataques dos terroristas. As munições e alimentação têm sido entregues por via aérea.


Postar um comentário