Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha e Aeronáutica do Brasil auxiliam buscas a submarino argentino desaparecido, diz ministro

Segundo Raul Jungmann, três navios e um avião brasileiros já foram disponibilizados. Última vez que o submarino militar com 44 pessoas a bordo manteve contato com a base foi na quarta-feira (15).
Por G1, Brasília

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, publicou em seu perfil no Twitter neste sábado (18) que três navios da Marinha brasileira "já estão auxiliando" nas buscas a um submarino argentino que desapareceu com 44 tripulantes a bordo.

Ainda segundo o ministro, a Força Aérea Brasileira (FAB) disponibilizou um avião para também ajudar na procura pelo submarino e um segundo avião "será deslocado para apoiar as buscas do submarino argentino desaparecido" a partir deste domingo (19).

O submarino militar ARA San Juan manteve contato com a base pela última vez na manhã de quarta-feira (15), quando estava no sul do Mar Argentino, a 432 quilômetros da costa patagônica do país.

De acordo com a FAB, o primeiro avião disponibilizado pelo Brasil decolou, com 18 tripulantes, às 17…

Militares sírios estão limpando dos terroristas zona adjacente ao aeródromo de Deir ez-Zor

Os militares de uma unidade de elite das Forças Armadas da Síria e da Guarda Republicana procederam no domingo (10) a uma limpeza da zona adjacente ao aeródromo de Deir ez-Zor, informou o correspondente da Sputnik do local.


Sputnik

Enquanto a vanguarda, apoiada pela artilharia e aviação, é responsável pela destruição das fortificações, material e tropas inimigas ao norte da base aérea, avançando do noroeste e da área do cemitério, as unidades do Quinto Corpo do Exército e forças aliadas continuam avançando de Al-Sukhnah se aproximando da periferia sul de Deir ez-Zor.


Material bélico do Exército Árabe Sírio é visto perto de Deir ez-Zor, no início de setembro de 2017
Equipamento militar do Exército Árabe Sírio em Deir ez-Zor © Sputnik/ Kamel Saqr

No fim do dia 9 de setembro, as tropas de elite do exército sírio conseguiram romper o cerco à base aérea pelo Daesh (organização terrorista proibida na Rússia) ao leste da cidade de Deir ez-Zor e se reunirem com as tropas que defendiam a cidade.

A base da Força Aérea síria esteve cercada pelos terroristas desde janeiro de 2017, ficando mais de mil militares sírios dentro do cerco que continuaram defendendo a cidade, rechaçando quase diariamente ataques dos terroristas. As munições e alimentação têm sido entregues por via aérea.


Postar um comentário