Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Sangue e caos': príncipe saudita chama Trump de 'oportunista' por decisão sobre Jerusalém

O ex-chefe da inteligência saudita, o Príncipe Turki al-Faisal, criticou o reconhecimento do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de Jerusalém como a capital de Israel, em uma das mais acentuadas reações do reino aliado de Washington no Oriente Médio.
Sputnik

Em uma carta a Trump publicada em um jornal saudita nesta segunda-feira, o príncipe Turki, um ex-embaixador em Washington que agora não ocupa nenhum cargo do governo, mas continua influente, chamou a decisão de uma estratagema política doméstica que provocaria violência.


"O derramamento de sangue e o caos definitivamente seguirão sua tentativa oportunista de ganhar eleitoralmente", escreveu o príncipe Turki em uma carta publicada no jornal saudita al-Jazeera.

Trump inverteu décadas de política dos EUA e virou do consenso da crítica internacional na semana passada, reconhecendo Jerusalém como a capital de Israel. A maioria dos países diz que o status da cidade deve ser deixado para negociações entre Israel e os pales…

Ministério russo: Daesh e Frente al-Nusra sofrem as maiores baixas dos últimos meses

Este sábado (30), o Ministério de Defesa russo comunicou que o Daesh e Frente al-Nusra (organizações terroristas proibidas na Rússia e em vários outros países) têm sofrido as maiores baixas dos últimos meses.


Sputnik

As tentativas da Frente al-Nusra e do Daesh de realizarem nas últimas semanas ofensivas na parte ocidental e oriental da Síria falharam; os terroristas têm sofrido as maiores baixas dos últimos meses, comunicou o representante oficial do Ministério da Defesa russo, Igor Konashenkov.


Caça-bombardeiro russo Su-34 realiza ataque contra as forças do Daesh na Síria (foto de arquivo)
Sukhoi Su-34 russo em bombardeio sobre a Síria © Foto: Ministry of Defence of the Russian Federation

"As tentativas das organizações terroristas Frente al-Nusra e Daesh, realizadas durante a última semana na parte oriental e ocidental da Síria, falharam. Com o apoio da Força Aeroespacial da Rússia, as tropas governamentais da Síria conseguiram neutralizar os ataques dos terroristas nas províncias de Idlib e Deir ez-Zor, os combatentes que participavam dos ataques foram eliminados", afirmou ele.

Konashenkov destacou o papel da Rússia na neutralização dos ataques de terroristas.

"As ações eficazes da Força Aeroespacial da Rússia causaram danos consideráveis ao potencial de combate do Daesh e Frente al-Nusra."


Postar um comentário