Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Ministro britânico aponta ameaça nuclear crescente da Coreia do Norte e Rússia 'agressiva'

O ministro de Defesa da Grã-Bretanha declarou que hoje em dia registra-se o aumento da ameaça nuclear tanto de uma Coreia do Norte "insensata", como de uma Rússia "agressiva", informa o RT.


Sputnik

Entretanto, Michael Fallon afirmou que só há um único meio para conter as ameaças mais críticas, se referindo às armas nucleares.


Secretário da Defesa da Grã-Bretanha, Michael Fallon, espera fora do Ministério das Relações Exteriores antes de uma cúpula com as principais nações da coalizão contra o Estado Islâmico, 15 de dezembro de 2016, em Londres.
Secretário de Defesa da Grã-bretanha Michael Fallon © AFP 2017/ Stefan Rousseau

O princípio da teoria de contenção nuclear é que graças à posse de mísseis nucleares você não permite que outros utilizem ou desenvolvam essas armas. Esta teoria agora está sendo posta à provas com a Coreia do Norte. Os meios de contenção nuclear britânicos estão em alerta máximo e podem ser utilizados no caso de necessidade.

"Hoje registra-se uma ameaça crescente de uma Coreia do Norte insensata e de uma Rússia cada vez mais agressiva. As armas nucleares se mantêm o único meio confiável para conter as ameaças mais críticas", declarou Michael Fallon à Sky News, citado pelo RT.

Michael Fallon recebeu o secretário-geral da OTAN na base nuclear do Reino Unido na Escócia. Durante o encontro, eles reafirmaram que se a Coreia do Norte ameaçar os EUA, ela ameaça toda a Aliança Atlântica.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas