Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Argentina concorda em construir bases norte-americanas em seu território

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, aprovou a construção no país de várias bases militares dos EUA, informou no sábado (21) o portal mexicano Aristegui Noticias com referência a fontes informadas.
Sputnik

De acordo com o portal, trata-se de ao mínimo três bases militares a serem construídas nas províncias de Neuquén (onde fica a jazida de gás de xisto Vaca Muerta), Misiones e Tierra del Fuego, de onde se pode controlar a Antártida.

A sua criação deve ser financiada pelo Comando Sul dos EUA. Um dos principais adeptos da criação de bases seria a ministra da Segurança da Argentina, Patricia Bullrich.

Além disso, nota o portal mexicano, a ministra elogiou a chegada ao país de instrutores americanos que efetuam a preparação dos policiais argentinos antes da cúpula do G20 em novembro. Isso viola as atuais leis argentinas, porque é necessário obter a autorização do Congresso para tais ações, algo que não foi feito.

Ministro britânico aponta ameaça nuclear crescente da Coreia do Norte e Rússia 'agressiva'

O ministro de Defesa da Grã-Bretanha declarou que hoje em dia registra-se o aumento da ameaça nuclear tanto de uma Coreia do Norte "insensata", como de uma Rússia "agressiva", informa o RT.


Sputnik

Entretanto, Michael Fallon afirmou que só há um único meio para conter as ameaças mais críticas, se referindo às armas nucleares.


Secretário da Defesa da Grã-Bretanha, Michael Fallon, espera fora do Ministério das Relações Exteriores antes de uma cúpula com as principais nações da coalizão contra o Estado Islâmico, 15 de dezembro de 2016, em Londres.
Secretário de Defesa da Grã-bretanha Michael Fallon © AFP 2017/ Stefan Rousseau

O princípio da teoria de contenção nuclear é que graças à posse de mísseis nucleares você não permite que outros utilizem ou desenvolvam essas armas. Esta teoria agora está sendo posta à provas com a Coreia do Norte. Os meios de contenção nuclear britânicos estão em alerta máximo e podem ser utilizados no caso de necessidade.

"Hoje registra-se uma ameaça crescente de uma Coreia do Norte insensata e de uma Rússia cada vez mais agressiva. As armas nucleares se mantêm o único meio confiável para conter as ameaças mais críticas", declarou Michael Fallon à Sky News, citado pelo RT.

Michael Fallon recebeu o secretário-geral da OTAN na base nuclear do Reino Unido na Escócia. Durante o encontro, eles reafirmaram que se a Coreia do Norte ameaçar os EUA, ela ameaça toda a Aliança Atlântica.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas