Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial do Hezbollah: nossos mísseis podem atingir qualquer ponto de Israel

O Hezbollah é capaz de atingir qualquer ponto em Israel com seus mísseis, disse Sheikh Naim Qassem, secretário-geral adjunto do movimento libanês Hezbollah em entrevista ao jornal iraniano al-Vefagh.
Sputnik

"Não há um único ponto nos territórios ocupados fora do alcance dos mísseis do Hezbollah", disse Qassem.


Segundo o alto funcionário, os mísseis servem para impedir Israel de iniciar outra guerra com o Líbano, expondo a "frente israelense".

Qassem comentou também a guerra na Síria, onde o Hezbollah desempenhou um papel ativo na assistência ao governo sírio contra vários agrupamentos terroristas, incluindo o Daesh e Frente al-Nusra (grupos terroristas proibidos na Rússia). O funcionário elogiou as vitórias alcançadas contra os terroristas, mas criticou os EUA por sua suposta obstrução ao processo de paz.

As tensões entre Tel Aviv e o movimento libanês xiita Hezbollah aumentaram em 4 de dezembro depois que as tropas israelenses lançaram a operação Northern Shield, dest…

Moscou e Pequim mobilizam navios, submarinos e aviões de guerra no Pacífico

A Marinha da Rússia e da China mobilizarão, durante as manobras conjuntas Cooperação Naval 2017, 11 navios de superfície e 2 submarinos, comunicou neste domingo (17) em entrevista aos jornalistas Vladimir Matveev, chefe da assessoria de imprensa da Frota do Pacífico.


Sputnik

"Durante a realização da fase naval, por parte da Rússia serão mobilizados o navio antissubmarino Admiral Tributs, a corveta Sovershenny, o navio de resgate Igor Belousov […] e o navio lança-mísseis R-11. Pela parte chinesa participarão destróier de mísseis Shijiazhuang, a fragata de mísseis Daqing, o navio de abastecimento Dongping e o navio de resgate submarino Changdao", informou Matveev.


O destróier Hefei da classe 052D da Marinha chinesa chega a Baltiysk para os treinamentos da China e da Rússia Cooperação Naval 2017
Destroier Hefei da Classe 052D da Marinha da China © Sputnik/ Igor Zarembo

Durante a fase naval das manobras, os militares treinarão a colaboração com a aviação. Nesta fase estarão envolvidos dois aviões Il-38, dois aviões Tu-142, helicópteros Ka-27 da aviação embarcada da Frota do Pacífico. Por parte da China serão mobilizados helicópteros Z-9.

As manobras internacionais Colaboração Naval 2017 terão lugar de 18 a 26 de setembro na base da Frota russa do Pacífico. A fase terrestre será realizada na cidade de Vladivostok de 18 a 21 de setembro, para estes dias estão agendados encontros e reuniões entre as duas partes. A fase naval das manobras começará em 22 de setembro nos mares do Japão e Okhotsk.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas