Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

'Mundo não pode permitir uma briga entre os EUA e a Rússia', diz secretário-geral da ONU

O mundo não pode permitir que haja um conflito entre os EUA e a Rússia, afirmou o secretário-geral da ONU, António Guterres, em entrevista à Sputnik.


Sputnik

O secretário-geral assinalou que as relações entre Moscou e Washington estão "difíceis" no momento, há muitos problemas, mas sublinhou que a paz e a segurança no mundo dependem em muito destes países.


O secretário-geral da ONU, António Guterres (foto de arquivo)
Ssecretário-geral da ONU António Guterres © REUTERS/ Michaela Rehle

"Tenho a plena certeza de que a paz e a segurança no mundo dependem em muitos aspetos da possibilidade destes dois países — os pilares-chave da comunidade internacional — de manterem um diálogo frutífero, alcançando entendimento mútuo em várias áreas. O mundo não pode permitir que países tão grandes, potentes e importantes como os EUA e a Rússia tenham uma briga", acredita António Guterres.

Além disso, o secretário-geral da ONU não excluiu a possibilidade de visitar a Rússia.

"Isso pode acontecer a qualquer momento", disse, acrescentando que a Rússia e a ONU estão tendo uma cooperação estreita a todos os níveis.

"A Rússia sempre prestou grande apoio como país-fundador da ONU. […] Por isso, a cooperação com a Rússia é um de meus objetivos evidentes", sublinhou António Guterres na véspera do início da sessão da Assembleia Geral da organização mundial.


Postar um comentário