Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército sírio bombardeia terroristas restantes no sul do país (VIDEO)

O exército sírio retomou os ataques de artilharia maciços contra os terroristas restantes na região de Tulul al Safa no deserto de As-Suwayda, no sul do país, depois de eles terem violado a trégua, segundo uma fonte do Exército.
Sputnik

De acordo com uma fonte que falou com a Sputnik Árabe, na terça-feira (16), o Exército sírio e os terroristas que ocupam as colinas de Tulul al Safa firmaram um acordo de cessar-fogo, segundo o qual os combatentes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) se comprometeram a entregar as armas depois de serem cercados e sem saída.


Contudo, na manhã da quarta-feira (17) os terroristas atacaram as unidades do Exército sírio. Por sua vez, os soldados repeliram o ataque com êxito e contra-atacaram. Como resultado, dezenas de militantes foram mortos ou feridos. O Exército resolveu retomar os ataques maciços com peças de artilharia apoiadas do ar, tendo como objetivo eliminar as forças terroristas restantes até a épo…

'Mundo não pode permitir uma briga entre os EUA e a Rússia', diz secretário-geral da ONU

O mundo não pode permitir que haja um conflito entre os EUA e a Rússia, afirmou o secretário-geral da ONU, António Guterres, em entrevista à Sputnik.


Sputnik

O secretário-geral assinalou que as relações entre Moscou e Washington estão "difíceis" no momento, há muitos problemas, mas sublinhou que a paz e a segurança no mundo dependem em muito destes países.


O secretário-geral da ONU, António Guterres (foto de arquivo)
Ssecretário-geral da ONU António Guterres © REUTERS/ Michaela Rehle

"Tenho a plena certeza de que a paz e a segurança no mundo dependem em muitos aspetos da possibilidade destes dois países — os pilares-chave da comunidade internacional — de manterem um diálogo frutífero, alcançando entendimento mútuo em várias áreas. O mundo não pode permitir que países tão grandes, potentes e importantes como os EUA e a Rússia tenham uma briga", acredita António Guterres.

Além disso, o secretário-geral da ONU não excluiu a possibilidade de visitar a Rússia.

"Isso pode acontecer a qualquer momento", disse, acrescentando que a Rússia e a ONU estão tendo uma cooperação estreita a todos os níveis.

"A Rússia sempre prestou grande apoio como país-fundador da ONU. […] Por isso, a cooperação com a Rússia é um de meus objetivos evidentes", sublinhou António Guterres na véspera do início da sessão da Assembleia Geral da organização mundial.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas