Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Novo 'destruidor de tanques' russo pode reduzir a cinzas os Abrams e Leopard

Em breve, serão realizados testes estatais do novo canhão antitanque Sprut-SDM1. Graças às suas características modernizadas, esta arma foi batizada de "destruidor de tanques".


Sputnik

Espera-se que a produção em série da arma, destinada para as tropas paraquedistas da Rússia, comece em 2018. O Sprut-SDM1 substituirá a versão Sprut-SD que entrou em serviço em 2005.


Destruidor de tanques 2S25 Sprut-SD exposto no fórum militar EXÉRCITO 2017
Destruidor de tanques 2525 Sprud SD © Sputnik/ Ekaterina Nenakhova

As capacidades da nova arma superam as de qualquer canhão autopropulsado. O Sprut-SDM1 pode bombardear tanques e outros veículos blindados.

"Isso significa que as capacidades desta arma são semelhantes às de um tanque. Outra característica comum com os tanques é o seu canhão liso de 125 milímetros", informa Vladimir Tuchkov no seu artigo publicado no jornal russo Svobodnaya Pressa.

Graças ao seu poder de fogo, que quase equivale aos tanques T-72 e T-90, o Sprut foi batizado como um autêntico "destruidor de tanques". Tuchkov destaca que o canhão, juntamente com o tanque russo Armata, podem reduzir a cinzas os tanques Abrams e Leopard da OTAN.

Para que o canhão, cujo disparo provoca enormes cargas, pudesse ser instalado em uma plataforma de lagarta mais leve, os engenheiros russos tiveram que usar sua máxima criatividade. Desta forma, decidiram diminuir o recuo do Sprut até 740 mm e introduziram na sua concepção mecanismos de suspensão hidropneumática.

O Sprut-SDM1, à semelhança de um tanque, pode ser carregado automaticamente. Graças a esta função, a arma tem uma velocidade de tiro muito elevada.

Além do canhão de 125 milímetros, a nova modificação do Sprut recebeu uma metralhadora adicional de 7,62 milímetros, que vem integrada em um bloco de combate análogo ao usado no tanque T-90M.


Postar um comentário