Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialistas: aumenta o risco de guerra entre os EUA, a Rússia e a China

O desenvolvimento de novos tipos de armas nucleares de "baixa potência" aumenta o risco de uma guerra entre os EUA, a Rússia e a China, segundo especialistas consultados por Newsweek.
Sputnik

O Pentágono está desenvolvendo dois novos tipos de armas nucleares, para acompanhar os progressos da Rússia e da China nesse terreno. Os especialistas tiveram acesso às minutas do projeto de doutrina nuclear norte-americana, que acusa Moscou e Pequim de ampliar as suas capacidades nucleares. 


Esse documento afirma a necessidade de "desenvolver e incorporar novos meios de contenção e de defesa dos objetivos, quando a contenção não funciona".

Entre outras medidas, o projeto revela a intenção de desenvolver ogivas nucleares de baixa potência para mísseis Trident, utilizados por submarinos da classe Ohio. Além disso, o departamento de Defesa dos EUA planeja desenvolver um míssil nuclear de baixa potência para suas bases marítimas.

O Pentágono considera o atual arsenal nuclear a disposi…

O que Coreia do Norte e EUA discutiram em 'reunião secreta' na Suíça?

Representantes de Coreia do Norte e Estados Unidos realizaram uma reunião "secreta" na Suíça nesta semana, segundo informações divulgadas nesta quinta-feira pelo canal de TV japonês NHK.


Sputnik

Segundo a reportagem, o encontro aconteceu nos bastidores da a Terceira Conferência dos Estados-Parte para o ATT (Tratato sobre o Comércio de Armas), que reúne mais de uma centena de nações em solo suíço nesta semana.


Representantes norte-americano e norte-coreano que teriam se reunido secretamente | Reprodução

A reunião colocou frente a frente Choe Kang-il, vice-diretor geral de Assuntos Norte-Americanos no Ministério de Relações Exteriores da Coreia do Norte, e Evans Revere, ex-vice-secretário-adjunto do Departamento de Estado dos EUA, de acordo com a NHK.

A apuração da emissora japonesa não conseguiu desvendar oficialmente o motivo do encontro entre os representantes dos dois países, mas é "provável" que o aumento das tensões entre os dois países tenha estado no centro das conversas entre os dois.

A situação se deteriorou ainda mais no início deste mês, quando Pyongyang conduziu o sexto teste nuclear da história norte-coreana, o mais poderoso já registrado até aqui. Segundo o governo do país, tratou-se de um teste com uma bomba de hidrogênio.

A NHK informou ainda que Choe foi questionado logo após a reunião por vários jornalistas, porém ele manteve o silêncio e não falou com a imprensa.

Esta não é a primeira vez que encontros reservados entre representantes norte-coreanos e estadunidenses são revelados. Em junho, o The Wall Street Journal revelou que autoridades dos dois países vêm mantendo encontros secretos há mais de um ano.


Postar um comentário