Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Ministro israelense ameaça devolver Líbano à 'Idade da Pedra'

Em entrevista ao portal saudita Elaph, o ministro da Inteligência de Israel, Yisrael Katz, avisou que seu país não hesitará em atacar o Líbano para deter a atividade do grupo xiita libanês Hezbollah, e ameaçou devolver o Líbano à "Idade da Pedra", informou o jornal israelense Haaretz.
Sputnik

Além disso, Katz anunciou que Israel atacará instalações militares do Irã no Líbano: "Temos informações de que o Irã está construindo fábricas de mísseis avançados no Líbano e quero enfatizar que traçamos uma linha vermelha e que não deixaremos que o faça custe o que custar", acrescentou.


Lembrando-se da Segunda Guerra do Líbano em 2006, onde Israel lutou contra o Hezbollah, Katz destacou que os eventos de 11 anos atrás serão um "piquenique" em comparação com o que Israel pode fazer agora.

"Lembro-me de como um ministro saudita disse que devolveria o Hezbollah às suas cavernas no sul do Líbano. Devolveremos o Líbano à Idade da Pedra", declarou o ministro israel…

'Olho que vê tudo': EUA lançam novo satélite espião ao espaço

Um foguete portador Atlas V, com o satélite de reconhecimento NROL-42 do Escritório Nacional de Reconhecimento (NRO, sigla em inglês), foi lançado em 24 de setembro a partir da Base Aérea de Vandenberg, no estado americano da Califórnia, informou o portal Space.com.


Sputnik

Esse satélite se destina a identificar ameaças potenciais para a segurança nacional dos EUA. De acordo com vários especialistas, o objetivo principal do NROL é detectar lançamentos de mísseis no hemisfério norte através de sensores infravermelhos.


Foguete americano Atlas V
Foguete norte-americano Atlas V © flickr.com/ Official U.S. Navy Page

Embora o lançamento do satélite devesse ter ocorrido em 22 de setembro, o NRO e a United Launch Alliance (ULA) tiveram que o adiar por uma falha de baterias do foguete Atlas V.

"Este lançamento é o culminar de muitos meses de trabalho da empresa ULA e do NRO", afirmou o coronel da Força Aérea dos EUA Gregory Wood. Ele também sublinhou a importância do sucesso desta missão.

O tenente-coronel do esquadrão de lançadores espaciais, Kenneth Decker, declarou que este lançamento "é um bom exemplo de trabalho em equipe de várias organizações que trabalharam dia e noite para garantir a segurança dos norte-americanos".

Em 29 de junho de 2016, a ULA lançou a partir base aérea de Cabo Canaveral um foguete Atlas V com o satélite de reconhecimento NROL-61 a bordo. Além disso, em 1 março de 2017, o satélite espião NROL-79 foi posto em órbita.


Postar um comentário