Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Analista: entrega de dados de Israel sobre abate de Il-20 significa muito para Rússia

O comandante da Força Aérea Israelense, Amikam Norkin, forneceu ao Ministério da Defesa da Rússia dados sobre o incidente com o avião russo Il-20 na Síria. Israel demonstra que não pretende perder a cooperação estabelecida com a Rússia, disse o analista político Stanislav Tarasov durante uma entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik.
Sputnik

Além destas informações sobre o abate da aeronave, Israel também avisou sobre "as tentativas do Irã de fortalecer sua posição na Síria e entregar armas estratégicas ao Hezbollah". Os militares observaram que é necessário continuar coordenando as ações na Síria, ressaltando a importância de respeitar os interesses dos dois países.

O avião russo Il-20 foi abatido sobre o mar Mediterrâneo no dia 17 de setembro, a 35 quilômetros da costa síria, por um míssil do sistema antiaéreo S-200 da Síria, resultando na morte de 15 militares.

Ao mesmo tempo, quatro caças F-16 atacaram instalações sírias em Latakia. De acordo com o Ministério da Defesa da…

ONU acusa Damasco de crime de guerra

A ONU acusou directamente, pela primeira vez, o governo sírio de ser responsável pelo ataque com gás sarin à localidade de Khan Sheikhun, no noroeste do país a 4 de Abril, que fez pelo menos 80 mortos.


Por Marco Martins | RFi

A comissão da ONU rejeita a ideia de que os bombardeamentos aéreos teriam atingido um depósito com munições químicas. Damasco é acusado de "crime de guerra".


media
As forças armadas sírias durante um ataque | STRINGER / AFP

O relatório divulgado pela comissão de inquérito das Nações Unidas afirma que "as forças aéreas sírias utilizaram gás sarin, matando mais de 80 pessoas, a maioria mulheres e crianças".

A ONU lembra que a utilização de armas químicas é proibida pelo direito internacional. Damasco é então acusado de "crime de guerra" pelo sucedido em Khan Sheikhun.

O ataque em Khan Sheikhun fez pelo menos 80 mortos, mais de metade crianças e mulheres. Este ataque originou a primeira ofensiva de Governo de Donald Trump contra o regime de Bashar al-Assad.

Entretanto, nesta quinta-feira (7 de Setembro), aviões israelitas terão bombardeado uma base militar do regime de Bashar al-Assad, na província de Hama, no oeste da Síria.

O exército sírio acusa Israel de ter atacado uma das suas bases, que segundo os serviços secretos ocidentais está ligada à produção de armas químicas.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas