Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Vários mortos no confronto entres as forças de Maduro e rebeldes armados

Desfecho sangrento aconteceu durante a operação de captura de Óscar Pérez, que está entre os mortos.O piloto sobrevoou prédios do governo com um helicóptero roubado da polícia em junho do ano passado
Maolis Castro e Florantonia Singer | El País

Vários integrantes do grupo liderado pelo ex-policial Óscar Pérez morreram em um confronto com um coletivo – civis armados chavistas – e um comando da Força de Ações Especiais da Polícia Nacional, em que também morreram dois agentes e um militante chavista. Outros cinco membros do grupo foram presos em uma casa na região de El Junquito, no oeste de Caracas. 

O Governo venezuelano confirmou no início desta tarde que o próprio Pérez está entre os mortos. Seu nome se tornou conhecido em junho, quando roubou um helicóptero da polícia e sobrevoou a sede do Supremo Tribunal de Justiça e do Ministério do Interior. Nunca, em 18 anos de chavismo, ocorreu algo parecido na Venezuela.


O ex-inspetor do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalística…

Opinião: eliminação do 'ministro da guerra' do Daesh é derrota militar dos terroristas

A eliminação de diversos líderes do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia) durante o ataque da aviação russa é uma importante derrota psicológica e militar dos terroristas, que minará o seu espírito de combate, disse o especialista militar Igor Korotchenko, editor-chefe da revista Natsionalnaya Oborona.


Sputnik

Cerca de 40 terroristas do Daesh, incluindo quatro chefes militares, foram eliminados na sequência de um ataque da aviação russa contra um ponto de comando subterrâneo dos terroristas em Deir ez-Zor, informou o Ministério da Defesa da Rússia na manhã da sexta-feira (8). Entre os extremistas eliminados estavam o chamado emir de Deir ez-Zor, Abu Muhammad al-Shimali, responsável pelas finanças do Daesh e pela transferência de recém-recrutados para as bases de treinamento dos terroristas, e o "ministro da guerra" do Daesh, Gulmurod Khalimov.


Cidade de Deir ez-Zor (foto de arquivo)
Cidade síria de Deir ez-Zor © AFP 2017/ AHMAD ABOUD

"A eliminação dos chefes militares significa que o espírito e a vontade do adversário serão minados", disse Korotchenko.

Segundo ele, a eliminação do "ministro da guerra" do Daesh e do "emir de Deir ez-Zor" é uma importante vitória estratégica da Rússia e da Síria na luta contra o terrorismo internacional e uma derrota psicológica e militar do Daesh.

Anteriormente, o Ministério da Defesa russa sublinhara que os serviços de inteligência de vários países europeus consideram Al-Shimali o organizador da série de ataques terroristas de novembro de 2015 em Paris.


Postar um comentário