Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

Por que material militar da OTAN está posicionado perto de Donetsk?

A inteligência da autoproclamada República Popular de Donetsk detectou, perto da linha de contato, material militar blindado dos militares ucranianos e caminhões usados por países da OTAN.


Sputnik

"Na área da povoação de Granitnoe foi detectada a chegada de três veículos de combate de infantaria, oito tanques e duas peças de artilharia autopropulsada Gvozdika", informou o diretor do serviço de imprensa do Comando Operacional, Daniil Bezsonov.


Tanques com militares ucranianos perto de Donetsk
Tanques com militares ucranianos próximo a Donetsk © AFP 2017/ Anatoly Stepanov

Além disso, ele adicionou que nos bairros da cidade de Krasnogorovka foi detectada "a chegada de dez caminhões de modelo antigo, que antes eram usados em países da OTAN, carregados com munições, bem como mais de 100 elementos do contingente militar do Setor de Direita [organização paramilitar nacionalista proibida na Rússia]".

As autoridades da Ucrânia iniciaram em abril de 2014 uma operação militar contra as repúblicas autoproclamadas de Lugansk e Donetsk, que declararam sua independência da Ucrânia em fevereiro de 2014. De acordo com os últimos dados da ONU, mais de 10 mil pessoas se tornaram vítimas do conflito.

A questão da regulação da situação em Donbass é discutida durante as reuniões do grupo de contato em Minsk, que já aprovou três documentos que regulam os passos para a desescalada do conflito. Mas os combates entre as partes em confronto ainda continuam.


Postar um comentário