Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército Sírio é atacado a partir de área ocupada por EUA e FDS

Tropas do Exército Árabe Sírio que participam de uma ofensiva contra terroristas em Deir ez-Zor foram alvo de ataques lançados a partir de uma área dominada por militantes das Forças Democráticas da Síria (FDS) e unidades especiais das Forças Armadas americanas, conforme revelou o Ministério da Defesa da Rússia nesta terça-feira.
Sputnik

"No último dia, grupos de assalto das tropas governamentais sírias, com apoio da Força Aeroespacial russa, cruzaram o Eufrates e continuaram a expandir a cabeça de ponte capturada a leste de Deir ez-Zor, apesar da dura resistência dos militantes do Daesh", afirmou o porta-voz da Defesa russa, major-general Igor Konashenkov, destacando o avanço das forças de Damasco. 


Segundo o militar, as tropas leais ao presidente Bashar Assad conseguiram liberar uma área de 60 quilômetros quadrados na zona oriental, mas encontraram obstáculos.

"De acordo com relatos de comandantes sírios na linha de frente, o Exército Sírio sofre contra-ataques mais seve…

'Programa de mísseis do Irã não pode ser comparado com o da Coreia do Norte'

O programa de mísseis balísticos do Irã não atingiu resultados semelhantes aos atingidos pela Coreia do Norte nos últimos tempos, destacou o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov.


Sputnik

Tal declaração é a resposta do diplomata russo à iniciativa proposta pela chanceler da Alemanha, Angela Merkel.


Resultado de imagem para misseis irã

Mais cedo, a chanceler alemã declarou que, para resolver a situação da Coreia do Norte, vale a pena repetir a experiência das negociações entre o grupo 5+1 (Rússia, EUA, China, França, Reino Unido e Alemanha) e Teerã destinadas a encontrar uma solução para o problema iraniano. Segundo Merkel, a Alemanha está pronta para participar de negociações semelhantes relativamente à Coreia do Norte.

No entanto, Ryabkov apontou que "no momento de aprovação do plano geral de ações conjuntas, o Irã não apresentava nenhuns sinais de ter um programa de mísseis e nuclear".

"Digam o que disserem nossos parceiros do Ocidente, o programa de mísseis do Irã está em grande parte limitado à esfera espacial. O programa militar de mísseis balísticos e desenvolvimento dos respectivos equipamentos no Irã não demonstrava e não demonstra os resultados que a Coreia do Norte tem mostrado ultimamente"

Em 2015, o Irã e o grupo 5+1 assinaram um acordo histórico para resolver o problema do programa nuclear do Irã. As partes concordaram em levantar as sanções aplicadas antes a Teerã em troca da confirmação de que o programa nuclear do Irã teria um caráter pacífico.


Postar um comentário