Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

Putin e Xi Jinping acordam buscar desnuclearização da Península da Coreia

O presidente da Rússia Vladimir Putin e o seu homólogo chinês Xi Jinping acordaram manter uma cooperação estreita frente ao novo teste nuclear da Coreia do Norte e reagir à situação "de forma apropriada", informou a agência chinesa Xinhua.


Sputnik

No domingo (3), na cidade chinesa de Xiamen, foi realizado um encontro entre o presidente da Rússia Vladimir Putin e o líder da China Xi Jinping. O presidente russo está na China para participar na cúpula do BRICS.


Presidente russo, Vladimir Putin, com seu homólogo chinês, Xi Jinping, durante o encontro bilateral nas margens da cúpula dos BRICS em Xiamen
Vladimir Putin, presidente da Rússia e Xi Jinping, presidente da China

"Os dois líderes acordaram respeitar o objetivo de desnuclearização da Península da Coreia e manter uma cooperação estreita devido à nova situação" informou a agência.

No início de julho, Moscou e Pequim se pronunciaram a favor de parar simultaneamente o programa de mísseis e nuclear norte-coreano e os exercícios militares conjuntos dos EUA e da Coreia do Sul.

Anteriormente neste domingo, a Coreia do Norte declarou ter realizado um teste bem-sucedido de uma bomba de hidrogênio, destinada aos mísseis balísticos intercontinentais. A ordem de realizar o teste foi dada pelo líder norte-coreano, Kim Jong-un. De acordo com Pyongyang, o teste não provocou fuga de radiação ou outros efeitos negativos para o meio-ambiente.


Postar um comentário