Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: presidente ucraniano mata sua indústria ao introduzir novas sanções contra Rússia

O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, assinou um decreto sobre as sanções contra a Rússia adotadas pelo Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia. O especialista Eduard Popov falou com a Sputnik e indicou qual o principal objetivo perseguido pelo governo ucraniano com tal iniciativa.
Sputnik

Em 2 de maio, o Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia ampliou as medidas restritivas em relação a diversas pessoas físicas e jurídicas russas, bem como prolongou a vigência das sanções introduzidas anteriormente.

Segundo informou a assessoria de imprensa da entidade, as sanções são aplicadas a pessoas "relacionadas com a agressão no ciberespaço e no campo informacional" contra a Ucrânia, "ações criminosas" contra os cidadãos ucranianos detidos na Rússia, bem como aos deputados da Duma de Estado e do Conselho da Federação da Rússia.

O diretor do Centro de Cooperação Pública e Informativa "Europa", Eduardo Popov, disse ao serviço russo da Rádio Sp…

Putin e Xi Jinping acordam buscar desnuclearização da Península da Coreia

O presidente da Rússia Vladimir Putin e o seu homólogo chinês Xi Jinping acordaram manter uma cooperação estreita frente ao novo teste nuclear da Coreia do Norte e reagir à situação "de forma apropriada", informou a agência chinesa Xinhua.


Sputnik

No domingo (3), na cidade chinesa de Xiamen, foi realizado um encontro entre o presidente da Rússia Vladimir Putin e o líder da China Xi Jinping. O presidente russo está na China para participar na cúpula do BRICS.


Presidente russo, Vladimir Putin, com seu homólogo chinês, Xi Jinping, durante o encontro bilateral nas margens da cúpula dos BRICS em Xiamen
Vladimir Putin, presidente da Rússia e Xi Jinping, presidente da China

"Os dois líderes acordaram respeitar o objetivo de desnuclearização da Península da Coreia e manter uma cooperação estreita devido à nova situação" informou a agência.

No início de julho, Moscou e Pequim se pronunciaram a favor de parar simultaneamente o programa de mísseis e nuclear norte-coreano e os exercícios militares conjuntos dos EUA e da Coreia do Sul.

Anteriormente neste domingo, a Coreia do Norte declarou ter realizado um teste bem-sucedido de uma bomba de hidrogênio, destinada aos mísseis balísticos intercontinentais. A ordem de realizar o teste foi dada pelo líder norte-coreano, Kim Jong-un. De acordo com Pyongyang, o teste não provocou fuga de radiação ou outros efeitos negativos para o meio-ambiente.


Postar um comentário