Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia adverte exército sírio contra entrada em Manbij

O comunicado foi divulgado poucos dias depois de pelo menos quatro soldados americanos terem sido mortos em um atentado suicida na cidade de Manbij, no norte da Síria, cuja responsabilidade foi assumida pelo Daesh (grupo terrorista proibido em Rússia e em vários outros países).
Sputnik

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores turco, Hami Aksoy, alertou as Forças Armadas do governo sírio para que não tentassem entrar na cidade de Manbij, localizada no norte da Síria.


"Às Unidades de Proteção Popular curdas na Síria (YPG) não deveria ser permitido deixar que as forças do regime [do presidente sírio Bashar Assad] entrem em Manbij", disse Aksoy em uma entrevista coletiva na sexta-feira (18). Ele também destacou que "a retirada das tropas norte-americanas da Síria não deveria ajudar os terroristas das YPG e do Partido de União Democrática curdo (PYD)".

As declarações foram feitas depois que nesta quarta-feira (16) na cidade síria de Manbij ocorreu uma explosão em u…

Rússia desmente ataque aéreo às posições das Forças Democráticas da Síria

O Ministério da Defesa da Rússia desmentiu ter um plano de atacar as posições das Forças Democráticas da Síria (FDS) ao leste do Eufrates, na área perto de Deir ez-Zor.


Sputnik

O porta-voz do ministério, major-general Igor Konashenkov, disse que os comandantes do contingente russo informaram com antecedência seus colegas dos EUA sobre a operação militar que o exército da Síria, apoiado pela aviação russa, continua contra os terroristas do Daesh (organização proibida na Rússia e em vários outros países) na área de Deir ez-Zor.


Combatentes das Forças Democráticas da Síria (FDS)
Combatentes das Forças Democráticas da Síria © REUTERS/ Rodi Said

"Em primeiro lugar, estão sendo destruídas aquelas posições a partir das quais os terroristas mantêm as tropas sírias sob fogo intenso. Durante os últimos dias, na margem leste do Eufrates, os meios de reconhecimento e controle russos não detectaram qualquer confronto entre os terroristas do Daesh e combatentes de uma terceira força", afirmou o militar.

Konashenkov acrescentou que compete à coalizão internacional esclarecer como os rebeldes ou conselheiros militares dos países aliados teriam penetrado sem combater nas posições do Daesh a leste de Deir ez-Zor.

Em 16 de setembro, a coalização internacional acusou a Rússia de ter atacado as FDS perto da cidade de Deiz ez-Zor, provocando feridos entre os seus soldados.

De acordo com a coalização, projéteis russos atingiram um local onde "os russos sabiam da presença das FDS e de conselheiros da coalização".

Na semana passada, as tropas sírias quebraram a resistência do Daesh perto do aeródromo de Deir ez-Zor e romperam o cerco da base aérea, mantido pelos terroristas desde janeiro passado.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas