Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Caça F-22 dos EUA faz pouso de emergência no Alasca

Nesta quarta-feira (11), um caça de quinta geração F-22 Raptor da Força Aérea dos EUA fez um pouso de emergência em uma base militar no Alasca, de acordo com a agência AP.
Sputnik

De acordo com a agência, a aeronave aterrissou na base de Elmendorf-Richardson, na cidade de Anchorage, devido a uma falha no funcionamento do chassi de aterrissagem.

As imagens do acidente divulgadas pelo Facebook demonstram que uma das rodas não saiu e a aeronave acabou pousando sobre sua asa esquerda.

O piloto saiu ileso. Entretanto, a porta-voz da Força Aérea dos EUA, Erin Eaton, informou sobre o início de uma investigação da ocorrência.

Outros acidentes

O avião F-22 é um caça bimotor monolugar produzido pela corporação norte-americana Lockheed Martin. A Força Aérea dos EUA conta com 186 aeronaves do modelo.

Em abril, foi registrada uma falha de motor em um F-22 durante a decolagem da base aérea de Fallon, como resultado a aeronave acabou caindo sobre a pista.

Outro acidente, que também ocorreu em abril, teve lu…

Rússia desmente ataque aéreo às posições das Forças Democráticas da Síria

O Ministério da Defesa da Rússia desmentiu ter um plano de atacar as posições das Forças Democráticas da Síria (FDS) ao leste do Eufrates, na área perto de Deir ez-Zor.


Sputnik

O porta-voz do ministério, major-general Igor Konashenkov, disse que os comandantes do contingente russo informaram com antecedência seus colegas dos EUA sobre a operação militar que o exército da Síria, apoiado pela aviação russa, continua contra os terroristas do Daesh (organização proibida na Rússia e em vários outros países) na área de Deir ez-Zor.


Combatentes das Forças Democráticas da Síria (FDS)
Combatentes das Forças Democráticas da Síria © REUTERS/ Rodi Said

"Em primeiro lugar, estão sendo destruídas aquelas posições a partir das quais os terroristas mantêm as tropas sírias sob fogo intenso. Durante os últimos dias, na margem leste do Eufrates, os meios de reconhecimento e controle russos não detectaram qualquer confronto entre os terroristas do Daesh e combatentes de uma terceira força", afirmou o militar.

Konashenkov acrescentou que compete à coalizão internacional esclarecer como os rebeldes ou conselheiros militares dos países aliados teriam penetrado sem combater nas posições do Daesh a leste de Deir ez-Zor.

Em 16 de setembro, a coalização internacional acusou a Rússia de ter atacado as FDS perto da cidade de Deiz ez-Zor, provocando feridos entre os seus soldados.

De acordo com a coalização, projéteis russos atingiram um local onde "os russos sabiam da presença das FDS e de conselheiros da coalização".

Na semana passada, as tropas sírias quebraram a resistência do Daesh perto do aeródromo de Deir ez-Zor e romperam o cerco da base aérea, mantido pelos terroristas desde janeiro passado.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas