Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha e Aeronáutica do Brasil auxiliam buscas a submarino argentino desaparecido, diz ministro

Segundo Raul Jungmann, três navios e um avião brasileiros já foram disponibilizados. Última vez que o submarino militar com 44 pessoas a bordo manteve contato com a base foi na quarta-feira (15).
Por G1, Brasília

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, publicou em seu perfil no Twitter neste sábado (18) que três navios da Marinha brasileira "já estão auxiliando" nas buscas a um submarino argentino que desapareceu com 44 tripulantes a bordo.

Ainda segundo o ministro, a Força Aérea Brasileira (FAB) disponibilizou um avião para também ajudar na procura pelo submarino e um segundo avião "será deslocado para apoiar as buscas do submarino argentino desaparecido" a partir deste domingo (19).

O submarino militar ARA San Juan manteve contato com a base pela última vez na manhã de quarta-feira (15), quando estava no sul do Mar Argentino, a 432 quilômetros da costa patagônica do país.

De acordo com a FAB, o primeiro avião disponibilizado pelo Brasil decolou, com 18 tripulantes, às 17…

Rússia e Bielorrússia dão início aos exercícios conjuntos Zapad 2017

As manobras estratégicas conjuntas Zapad 2017 arrancaram nos territórios da Rússia e Bielorrússia, informou o departamento de imprensa do Ministério da Defesa da Rússia.


Sputnik

"Em 14 de setembro, começaram os exercícios estratégicos conjuntos das forças armadas da União da Rússia e Bielorrússia", diz o comunicado.


Militares bielorrussos se preparando para exercícios conjuntos das Forças Armadas da Rússia e da Bielorrússia Zapad 2017
Militares bielorussos no exercício Zapad 2017 © Sputnik/ Sputnik

De acordo com o documento, "os chefes dos órgãos de direção militar e os comandantes das unidades e destacamentos participantes dos exercícios receberam pacotes com diretivas dos estados-maiores das Forças Armadas da União para realizar missões de treinamento".

Destaca-se que, durante as manobras, os órgãos de direção militar e as unidades militares russo-bielorrussas vão treinar ações conjuntas para organizar a interação e apoio total para cumprimento das missões indicadas.

O comunicado avança também que os exercícios vão decorrer em seis polígonos situados no território bielorrusso e em outros três no território da Rússia, onde unidades e agrupamentos de forças vão desenvolver episódios táticos com realização de prática de fogo real e amplo uso de aviação e defesa antiaérea.

"Os exercícios estratégicos conjuntos Zapad 2017, dirigidos pelos comandantes dos estados-maiores da Rússia e da Bielorrússia, são a etapa final da preparação das forças armadas dos dois Estados, são de caráter estritamente defensivo e não são dirigidos contra quaisquer Estados ou alianças de países", acrescenta o comunicado.

Segundo o comunicado, as manobras visam, em primeiro lugar, aperfeiçoar a compatibilidade operacional dos estados-maiores de níveis diferentes, conectar os sistemas de direção de tropas e armamentos, aprovar novos documentos regulamentares, simular eventos de caráter militar e exercitar o comando de tropas com base na experiência dos conflitos armados atuais.

A entidade acrescenta que das manobras participam até 12.700 militares (7.200 bielorrussos e 5.500 russos), 70 aviões e helicópteros, 680 peças de equipamento bélico, incluindo cerca de 250 tanques, 200 peças de artilharia, lançadores múltiplos de foguetes e morteiros e 10 navios de guerra.


Postar um comentário