Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Radicais sírios estariam recebendo armamento dos EUA através da fronteira com Jordânia

Enquanto o exército sírio parece estar pronto para uma grande ofensiva na província de Daraa, os grupos radicais que operam na região estariam recebendo grandes remessas de material bélico "Made in USA".
Sputnik

Os grupos militantes que atuam no sul da Síria receberam uma grande quantidade de armas e munições fabricadas nos EUA, incluindo mísseis antitanque TOW, informou a agência de notícias FARS.

De acordo com a FARS, o armamento foi entregue através da fronteira com a Jordânia no âmbito de um novo plano dos EUA para assegurar mais apoio a estes grupos na Síria.

A agência informou também que os grupos militantes na província de Daraa começaram a se preparar para impedir a ofensiva do exército sírio.

No início deste mês, o exército sírio intensificou as ações no sudoeste do país, controlado por radicais, perto da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, ocupadas por Israel.

O Ministério da Defesa da Rússia acrescentou que as forças do governo sírio, apoiadas por um grande a…

Rússia e Bielorrússia dão início aos exercícios conjuntos Zapad 2017

As manobras estratégicas conjuntas Zapad 2017 arrancaram nos territórios da Rússia e Bielorrússia, informou o departamento de imprensa do Ministério da Defesa da Rússia.


Sputnik

"Em 14 de setembro, começaram os exercícios estratégicos conjuntos das forças armadas da União da Rússia e Bielorrússia", diz o comunicado.


Militares bielorrussos se preparando para exercícios conjuntos das Forças Armadas da Rússia e da Bielorrússia Zapad 2017
Militares bielorussos no exercício Zapad 2017 © Sputnik/ Sputnik

De acordo com o documento, "os chefes dos órgãos de direção militar e os comandantes das unidades e destacamentos participantes dos exercícios receberam pacotes com diretivas dos estados-maiores das Forças Armadas da União para realizar missões de treinamento".

Destaca-se que, durante as manobras, os órgãos de direção militar e as unidades militares russo-bielorrussas vão treinar ações conjuntas para organizar a interação e apoio total para cumprimento das missões indicadas.

O comunicado avança também que os exercícios vão decorrer em seis polígonos situados no território bielorrusso e em outros três no território da Rússia, onde unidades e agrupamentos de forças vão desenvolver episódios táticos com realização de prática de fogo real e amplo uso de aviação e defesa antiaérea.

"Os exercícios estratégicos conjuntos Zapad 2017, dirigidos pelos comandantes dos estados-maiores da Rússia e da Bielorrússia, são a etapa final da preparação das forças armadas dos dois Estados, são de caráter estritamente defensivo e não são dirigidos contra quaisquer Estados ou alianças de países", acrescenta o comunicado.

Segundo o comunicado, as manobras visam, em primeiro lugar, aperfeiçoar a compatibilidade operacional dos estados-maiores de níveis diferentes, conectar os sistemas de direção de tropas e armamentos, aprovar novos documentos regulamentares, simular eventos de caráter militar e exercitar o comando de tropas com base na experiência dos conflitos armados atuais.

A entidade acrescenta que das manobras participam até 12.700 militares (7.200 bielorrussos e 5.500 russos), 70 aviões e helicópteros, 680 peças de equipamento bélico, incluindo cerca de 250 tanques, 200 peças de artilharia, lançadores múltiplos de foguetes e morteiros e 10 navios de guerra.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas