Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Analista: entrega de dados de Israel sobre abate de Il-20 significa muito para Rússia

O comandante da Força Aérea Israelense, Amikam Norkin, forneceu ao Ministério da Defesa da Rússia dados sobre o incidente com o avião russo Il-20 na Síria. Israel demonstra que não pretende perder a cooperação estabelecida com a Rússia, disse o analista político Stanislav Tarasov durante uma entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik.
Sputnik

Além destas informações sobre o abate da aeronave, Israel também avisou sobre "as tentativas do Irã de fortalecer sua posição na Síria e entregar armas estratégicas ao Hezbollah". Os militares observaram que é necessário continuar coordenando as ações na Síria, ressaltando a importância de respeitar os interesses dos dois países.

O avião russo Il-20 foi abatido sobre o mar Mediterrâneo no dia 17 de setembro, a 35 quilômetros da costa síria, por um míssil do sistema antiaéreo S-200 da Síria, resultando na morte de 15 militares.

Ao mesmo tempo, quatro caças F-16 atacaram instalações sírias em Latakia. De acordo com o Ministério da Defesa da…

Rússia está preocupada com novo teste nuclear de Pyongyang

A Rússia expressa "profunda preocupação" com o novo teste nuclear da Coreia do Norte, declarou o Ministério das Relações Exteriores russo.


Sputnik

"Expressamos nossa profunda preocupação com o teste em 3 de setembro de um 'explosivo termonuclear para míssil balístico intercontinental' realizado pela Coreia do Norte", lê-se em um comunicado do ministério. 


Vista do Kremlin e Ministério das Relações Exteriores da Rússia
Vista do Kremlin e do Ministério das Relações Exteriores da Rússia © Sputnik/ Yevgeny Biyatov

"O desprezo que Pyongyang mostra desta maneira mais uma vez em relação às exigências das resoluções do Conselho de Segurança da ONU e às normas do direito internacional merecem a mais decidida condenação", afirmou chancelaria em um comunicado.

Ao mesmo tempo, Moscou pede para "manter o sangue frio e evitar ações que possam levar a uma escalada da tensão".

"Apelamos a todas as partes envolvidas para retomar o diálogo e as negociações como o único meio possível de obter uma solução congruente aos problemas da Península da Coreia, incluindo o nuclear", afirma o comunicado.

No início de julho, Moscou e Pequim se pronunciaram a favor de parar simultaneamente o programa de mísseis e nuclear norte-coreano e os exercícios militares conjuntos dos EUA e da Coreia do Sul.

A Coreia do Norte declarou este domingo (3) ter realizado um teste bem-sucedido de uma bomba de hidrogênio, destinada aos mísseis balísticos intercontinentais.

Este foi o sexto ensaio desde 2005, quando a Coreia do Norte foi declarada potência nuclear; os anteriores ocorreram em 2006, 2009, 2013 e dois em 2016.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas