Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares norte-americanos acreditam que EUA entrarão em guerra

Quase metade do Exército dos EUA está confiante de que durante o ano de 2019 seu país estará envolvido em um grave conflito armado, de acordo com o Military Times.
Sputnik

Segundo uma pesquisa recente, 46% dos participantes não duvidam que o confronto militar ocorrerá no próximo ano.


A título de comparação, em 2017, apenas 5% dos militares dos EUA esperavam um conflito armado, enquanto 50% descartaram um cenário de guerra e 4% não responderam.

Quanto aos inimigos mais prováveis, os soldados dos EUA mencionaram principalmente a Rússia e a China. Respectivamente, 72% e 69% dos entrevistados escolheram esses dois países.

Além disso, cerca de 57% estão preocupados com a presença de extremistas islâmicos nos Estados Unidos. Em particular, 48% destacaram uma possível ameaça por parte dos grupos terroristas Daesh e Al Qaeda (proibidos na Rússia e em outros países).

Senado dos EUA aprovou orçamento de Defesa para 2018 de quase US$ 700 bilhões

Nesta segunda-feira, o Senado dos EUA aprovou o projeto do orçamento de Defesa do país para 2018, no valor de US$ 692 bilhões.


Sputnik

O documento foi aprovado pela ampla maioria e recebeu 89 votos.


O abrangente Manual Militar de 1.176 páginas, que contém a Lei da Guerra, foi publicado na sexta-feira, anunciou o Departamento de Defesa dos EUA em comunicado
© AP Photo/ Marco Di Lauro

O ano financeiro de 2018 norte-americano começa em 1 de outubro de 2017.

A Casa Branca tinha solicitado US$ 603 bilhões mais US$ 65 bilhões para a realização de operações militares no exterior. No total, os senadores aprovaram um financiamento de quase US$ 700 bilhões.

O orçamento de Defesa para 2017 foi de US$ 619 bilhões.

O projeto aprovado, seguindo a sugestão da Casa Branca, contempla a ampliação dos gastos em defesa antimíssil até a soma de US$ 8,5 bilhões — um valor superior ao solicitado pela administração presidencial.

A Ucrânia deve receber US$ 150 milhões em apoio militar (contra US$ 350 deste ano). No entanto, somente US$ 75 milhões estarão avaliáveis no início. O resto dos recursos deverá receber uma aprovação adicional do senado.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas