Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Kim Jong-un: Após 'declaração de guerra feroz', Trump e os EUA pagarão caro

Em um raro pronunciamento, o líder norte-coreano Kim Jong-un disse nesta sexta-feira (horário local) que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu povo "pagarão caro"pelas “palavras excêntricas” que pregaram a destruição da Coreia do Norte.
Sputnik

Em seu discurso na Assembleia Geral da ONU, Trump afirmou que os EUA estão prontos para a "destruição total" da Coreia do Norte, caso isso se faça necessário.


Além disso, o presidente estadunidense chamou Kim de "Homem Foguete", pelo que considera uma "tática suicida" de provocações contra Washington e o resto dos seus aliados na Ásia.

"Agora estou pensando muito sobre a resposta que ele poderia ter esperado quando ele se permitiu que palavras tão excêntricas tropeçassem da sua língua", disse Kim, em declarações reproduzidas pela Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA).

"Qualquer coisa que Trump possa ter esperado, ele enfrentará resultados além de suas expectativas. Eu vou, …

Seul: tremor de terra foi quase 10 vezes mais forte que último teste de Pyongyang

O chefe do Comitê de Defesa sul-coreano, Kim Young-woo, declarou que o sexto teste nuclear de Pyongyang teve uma potência de 100 quilotoneladas, quatro ou cinco vezes mais que a bomba nuclear lançada sobre a cidade japonesa de Nagasaki em 1945, informa Yonhap.


Sputnik

Kim Young-woo destacou que o poder explosivo da versão testada neste domingo foi 9,8 vezes mais forte do que o teste anterior de Pyongyang. O quinto teste nuclear norte-coreano foi realizado no dia 9 de setembro do ano passado, coincidindo com o 68º aniversário da fundação do país. Teve uma potência de 10 quilotoneladas e provocou um terremoto de 5,3 graus de magnitude.


Cidade de Seul, capital da Coreia do Sul
Seul, capital da Coreia do Sul © Sputnik/ Aleksandr Kryazhev

Os militares sul-coreanos confirmaram este domingo ter ocorrido "um sismo artificial perto do polígono de testes nucleares" de Pyongyang, e "acreditam que a Coreia do Norte realizou o seu sexto teste nuclear".


Postar um comentário