Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Países muçulmanos reconhecem Jerusalém como capital do Estado da Palestina

Os países da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI) acordaram nesta quarta-feira reconhecer Jerusalém Oriental como capital do Estado da Palestina e convidaram as outras nações a fazer o mesmo, em resposta à decisão dos EUA de declarar Jerusalém como capital de Israel.
EFE

"Declaramos Jerusalém Oriental como capital do Estado da Palestina e convidamos todos os países a reconhecer o Estado da Palestina com Jerusalém Oriental como sua capital ocupada", indica a minuta da declaração preparada nesta quarta-feira em Istambul por esta organização, formada por 57 países de maioria muçulmana.


A OCI, formada por 57 países de maioria muçulmana, inclui desde sua fundação em 1969 a Palestina como membro pleno, com sua capital em Jerusalém.

O documento, apresentado pelos "reis, chefes de Estado e de Governo dos Estados membros da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI)", apresenta em 23 pontos a postura do mundo muçulmano perante a decisão dos EUA.

Nesse texto, a OCI &quo…

Tchau, norte-americanos! Exército sírio corta cortejo dos EUA (VÍDEO)

O exército sírio impediu a passagem de um comboio de veículos blindados dos EUA da cidade síria de Qamishli na região de Hasaka, fazendo com que os militares dos EUA retornassem às áreas controladas pelos curdos, informa o portal Russkaya Vesna.


Sputnik

O vídeo do incidente foi publicado no YouTube. Na gravação, pode-se ver como um soldado sírio fica na frente do veículo blindado, impedindo sua travessia.


Soldados do exército sírio perto de Deir ez-Zor
Soldados do exército sírio próximo a Deir ez-Zor © Sputnik/ Mikhail Alaeddin

Depois de ter notificado os motoristas do veículo que a entrada de estrangeiros neste setor da cidade é proibida, os militares retornam ao seu carro de combate e abandonam a zona.

Qamishli está localizado na fronteira com a Turquia. Os curdos sírios controlam a maior parte da cidade, enquanto as forças governamentais da Síria mantêm o controle do corredor fronteiriço com a Turquia e o aeroporto.

A partir do aeródromo em questão, o exército de Bashar Assad fornece suas aeronaves aos soldados que participam da operação em Deir ez-Zor para bombardeamento das posições do Daesh.




Postar um comentário