Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Radicais sírios estariam recebendo armamento dos EUA através da fronteira com Jordânia

Enquanto o exército sírio parece estar pronto para uma grande ofensiva na província de Daraa, os grupos radicais que operam na região estariam recebendo grandes remessas de material bélico "Made in USA".
Sputnik

Os grupos militantes que atuam no sul da Síria receberam uma grande quantidade de armas e munições fabricadas nos EUA, incluindo mísseis antitanque TOW, informou a agência de notícias FARS.

De acordo com a FARS, o armamento foi entregue através da fronteira com a Jordânia no âmbito de um novo plano dos EUA para assegurar mais apoio a estes grupos na Síria.

A agência informou também que os grupos militantes na província de Daraa começaram a se preparar para impedir a ofensiva do exército sírio.

No início deste mês, o exército sírio intensificou as ações no sudoeste do país, controlado por radicais, perto da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, ocupadas por Israel.

O Ministério da Defesa da Rússia acrescentou que as forças do governo sírio, apoiadas por um grande a…

Trump: 'não vamos tolerar o que está acontecendo na Coreia do Norte'

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou nesta quarta-feira, após uma conversa telefônica com o presidente da China, Xi Jinping, que uma ação militar contra a Coreia do Norte não era sua primeira opção, mas não chegou a excluir a sua possibilidade.


Sputnik

"Vamos ver o que acontece", disse Trump aos jornalistas, ao deixar Washington e embarcar para o estado de Dakota do Norte.


Donald Trump, presidente dos EUA e Xi Jinping, seu homólogo chinês falam depois do encontro realizado em 7 de abril de 2017 em Mar-a-Lago
Donald Trump, presidente dos EUA e Xi Jinping, presidente da China © AP Photo/ Alex Brandon

O líder norte-americano classificou a sua conversa com o presidente chinês de "franca" e "forte".

"O presidente Xi gostaria de fazer algo [a respeito da Coreia do Norte]. Vamos ver se ele consegue ou não. Porém, não vamos tolerar o que está acontecendo na Coreia do Norte", afirmou Trump aos jornalistas presentes na Casa Branca, informou Reuters.

"Acredito que o presidente Xi está 100% de acordo comigo…tivemos uma conversa muito-muito franca e muito forte", concluiu Trump.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas