Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

PropHiper - Mais rápido do que uma bala

Pesquisadores brasileiros desenvolvem veículo aéreo que se deslocará em velocidade hipersônica
DefesaNet

Se tudo correr como planejado, a Força Aérea Brasileira (FAB) realizará dentro de dois anos o ensaio em voo do primeiro motor aeronáutico hipersônico feito no país. O teste integra um projeto mais amplo cujo objetivo é dominar o ciclo de desenvolvimento de veículos hipersônicos, que voam, no mínimo, a cinco vezes a velocidade do som, ou Mach 5.
Mach é uma unidade de medida de velocidade correspondente a cerca de 1.200 quilômetros por hora (km/h). O programa é coordenado pelo Instituto de Estudos Avançados (IEAv), um dos centros de pesquisa do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) da FAB, em parceria com a empresa Orbital Engenharia, ambos de São José dos Campos (SP).

Além do motor hipersônico, o projeto Propulsão Hipersônica 14-X (PropHiper), iniciado em 2006, prevê a construção de um veículo aéreo não tripulado (VANT), onde o motor será instalado. Batizado de 14-X, …

'Unidade de decapitação': Coreia do Sul cria comando para assassinar Kim Jong-un

O ministro da Defesa da Coreia do Sul, Song Young-moo, informou ao Parlamento do país que uma equipe de elite vai entrar em funcionamento com um único objetivo: assassinar o líder norte-coreano Kim Jong-un, informou o jornal The New York Times.


Sputnik

Chamada de Unidade de decapitação, a equipe contará com um efetivo de 1.500 a 3.000 soldados e poderia realizar incursões noturnas na Coreia do Norte, por meio de helicópteros e aviões de transporte, de acordo com o que teria dito Song.


O líder norte-coreano, Kim Jong-un (foto de arquivo)
Kim Jong-un © Sputnik/ Ilia Pitalev

Ao jornal estadunidense, o general sul-coreano da reserva Shin Won-sik avaliou que "a melhor dissuasão" que se pode ter, além das suas "próprias armas nucleares", é "fazer com que Kim Jong-un tema pela sua vida".

"No sistema medieval da Coreia do Norte, a vida de Kim Jong-un é tão valiosa como a de centenas de milhares de pessoas comuns, cujas vidas estariam ameaçadas por um ataque nuclear", explicou Shin.

Não é a primeira vez que a Coreia do Sul cogita um assassinato de uma liderança da Coreia do Norte para pôr fim à crise na península. Na década de 1960, pensou-se na criação de um corpo militar para se infiltrar e eliminar o então líder Kim Il-sung, avô de Kim Jong-un.

A ideia de Seul era infiltrar um grupo de ex-detentos em solo norte-coreano, mas o plano fracassou quando eles se rebelaram, mataram os agentes que os treinavam e depois se imolaram.

Recentemente, um ex-agente espião sul-coreano declarou que a única forma de resolver a crise na Península da Coreia seria eliminando Kim Jong-un. A volta de tais planos se deve ao pouco avanço efetivo para uma solução por meio de sanções econômicas ou por outros canais diplomáticos.

Neste ano, pelo menos um plano para a morte do líder norte-coreano foi denunciado por Pyongyang.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas