Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial americano joga culpa para Israel pelo ataque às forças sírias

No domingo (17), a mídia síria relatou ataque ao povoado sírio Al-Harra, província de Deir ez-Zor, na fronteira com o Iraque, supostamente realizado pela coalizão internacional, liderada pelos EUA, tendo como alvo forças governamentais. Porém, um oficial americano culpou Israel pelo ataque.
Sputnik

Anteriormente, uma fonte militar relatou à mídia síria que drones "provavelmente americanos" bombardearam Al-Harra, entre Abu Kamal e Al-Tanf.

Segundo dados das Forças de Mobilização Popular iraquianas, o ataque matou 22 soldados iraquianos. O Observatório Sírio de Direitos Humanos, por sua vez, disse que o número total de vítimas corresponde a 52 pessoas, citado pelo Haaretz.

"Entre [os mortos] estão ao menos 30 militares iraquianos e 16 sírios, incluindo soldados e membros da milícia leal ao governo", afirmou à mídia o chefe do Observatório Sírio, Rami Abdel Rahman.

Comentando a notícia, o porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, Adrian Rankine-Galloway, descartou que W…

USAF: incerteza orçamentária pode atrasar entrega do IRST para os F-15C

A Força Aérea dos EUA selecionou o sistema de busca e rastreio de infravermelho (IRST – Infrared Search and Track) da Lockheed Martin para o Boeing F-15C, mas um possível congelamento de dólares do Pentágono pode atrasar a entrega.


Poder Aéreo

O orçamento do presidente Donald Trump no ano fiscal de 2018 incluiu US$ 57 milhões para uma atualização de IRST para a frota de F-15C. Mas se o Congresso se recusar a aprovar um orçamento de longo prazo, o Departamento de Defesa será forçado a operar sob uma resolução contínua que manteria o financiamento no nível do ano fiscal anterior. A Lockheed planeja entregar seu primeiro Legion Pod para a USAF em 2018, mas como o programa é considerado novo, poderia arriscar-se a um atraso na resolução contínua.

Legion Pod

O IRST, um sistema passivo ar-ar que detecta ameaças aéreas em ambientes em que o radarnão pode ser usado, já está em uso na frota de Boeing F/A-18E/F da Marinha dos EUA e aeronaves F-15 de alguns países. Os problemas de orçamento atingiram a implementação do IRST da USAF anteriormente. Embora nunca tenha sido um programa conjunto, a USAF e a Marinha compartilharam requisitos idênticos para o IRST, mas, enquanto a Marinha prosseguiu com o IRST, a USAF teve problemas de financiamento em 2010 e descartou o programa, diz Don Bolling, diretor de desenvolvimento de negócios de mísseis e controle de tiro da Lockheed.

“Agora estamos em uma oportunidade onde podemos trazer os programas de volta ao alinhamento”, diz ele.

A Lockheed planeja entregar engenharia, fabricação e desenvolvimento dos pods em 2018, com capacidade de emprego pela USAF até 2020, diz Bolling. As configurações da US Navy e da USAF só diferem em seu “invólucro”, com o IRST da Marinha dentro de um tanque de combustível na linha central e a versão da Força Aérea dentro do Legion Pod, ele acrescenta.

A Boeing e a Lockheed discutiram uma futura configuração do F-15, embora Bolling diga que não tem certeza, neste ponto, se o “Advanced F-15” da Boeing implicará diferentes configurações de sensores ou modificações de estrutura.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas